segunda-feira, 23 de setembro de 2013

LIÇÃO DE VIDA

 
Um construtor de primeira grandeza
É o joão-de-barro
Vejo poesia no amor dele
Pelos seus companheiros
Sabe compartilhar
Enquanto o homem
Na ânsia do ter
Descarta seu semelhante.
 
Célia Rangel.

15 comentários:

  1. Serzinhos de Deus...o homem tb é...mas muitas vezes não faz jus =/

    ResponderExcluir
  2. Perfeito! O homem é o predador do próprio homem. Nada o interessa a não ser o seu próprio bem-estar. É dose. É um desencanto sem fronteiras.

    Abração, Célia!

    ResponderExcluir
  3. Célia,
    Ao observarmos a natureza e animais como este cativante pássaro, passamos a seres melhores, mais cordiais, mais generosos.
    um abraço grande carioca


    ResponderExcluir
  4. Olá, querida Célia
    Vi gigantescas casas de joão de barro nas estradas de SP e outras... campos delas...
    Descartar é característica dos não fraternos...
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  5. Querida amiga
    Precisamos observar com mais delicadeza a natureza e a tomarmos como exemplo para as nossas vidas, só assim encontraremos a paz que tanto desejamos,
    Vim agradecer a sua carinhosa visita ao meu cantinho!
    Que Deus abençoe e guarde hoje e sempre!
    Com carinho
    Abraço amigo e muito obrigada pelo carinho de sua amizade!
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  6. Oi querida, que lindo! O João-de-barro é um grande exemplo de vida! A natureza é maravilhosa, temos muito o que aprender com ela1
    Beijos e boa semana querida!

    ResponderExcluir
  7. Olá Célia, pois é, já ouvi dizer que ele prende a companheira por ciumes na casinha, será verdade?! Bjinhosss

    ResponderExcluir
  8. Lindo, amo a natureza e seu poema é lindo, ah, joão de barro, sim, um lindo exemplo de vida, essas casinhas são mesmo um obra prima!
    Abraços minha amiga sempre linda!

    ResponderExcluir
  9. formidável ver essa construção tão natural e a mesmo tempo tão fantástica, sábias palavras como sempre Célia... Grande abraço!

    ResponderExcluir
  10. Pois é Célia, e depois dizem que somos racionais... Enquanto loucos encendiam favelas para, sobre os escombros da miséria erguer um alto edifício, o João de barro compartilha o ramo, a flor, o espaço, e a moradia. O pior é que não aprendemos...
    Beijos, Tania.

    Vou aproveitar e roubar um espacinho do recado da mãe... Brigada pelo carinho lá no blog, sempre ficamos ansiosas pelos recados seus e da Carla.
    Fico comovida por sua sensibilidade e visão de vida. O João de barro pra mim, representa a perfeição da arquitetura divina da natureza. Ela sempre é generosa e sábia.
    Tem uma música com nome de João de Barro da Maria Gadú, que não é como as músicas que vc e a mãe escutam, mas me arrepia a epiderme ao ouvi-la na voz de Renato Vianna, segue o link se desejar conferir.
    Beijos! Tatá.

    http://www.youtube.com/watch?v=oGAGC4irCVk

    ResponderExcluir
  11. Olá!. Eis uma grande mensagem Célia, a natureza tem muito para ensinar! abração

    ResponderExcluir
  12. Meu saudoso pai era fascinado por esse pássaro, que tantas lições de arquitetura e de generosidade oferece a nós - humanos pouco sábios. Muito bom, Célia.

    ResponderExcluir
  13. Lição de vida é a partilha né amiga! Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi, Célia! Coisa mais lindinha esse poema pro joão-de-barro! Tenho um xodó por esse passarinho. :) Beijos!

    ResponderExcluir
  15. A perversidade humana é tão sem limites que não se satisfaz, em muitos casos, a só descartar destruindo vidas inteiras. Temos muito a aprender com os animais.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.