quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Limites


 
Individualidade, espaço adorável!
 
 
Nem sempre respeitado...
 
 
A vida é muito exigente,
 
 
Se dermos espaço, 
 
 
Ela toma conta mesmo...
 
 
Com suas alegrias e decepções...
 
 
Coloca a cada um em seu devido lugar.
 
 
Então, ficar bem, instalar-se, preservar-se,
 
 
Condição primordial.
 
 
É arte saber conviver em todas as suas nuances:
 
 
- Privacidade, questão de educação,
 
 
- Intimidade, apenas se autorizada,
 
 
- Cumplicidade, só em amizade plena.
 
 
Invade-nos sempre o conceito de qualidade, não de quantidade.
 
 
Questão de escolhas de amores que fazemos ao longo da vida. 
 
 
Célia Rangel
 
 
 


16 comentários:

  1. Olá querida Célia, que saudade, bom estar por aqui novamente, adorei o texto, "intimidade só se autorizada" hoje em dia as pessoas estão se julgando intimas com muita facilidade, e a privacidade tbém tem sido frequentemente invadida, até na vida a dois acho que ela tem que existir mas nem sempre entendem isso! Adorei! Bjinhosssss

    ResponderExcluir
  2. Acho que a internet dá a impressão de que as pessoas são íntimas.

    ResponderExcluir
  3. Lindo e certo,Célia.. Tudo,em tudo, os limites caem bem! beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. Pois é, Célia. Respeitar limites e individualidades deve ser regra básica de convivência e tem muita gente se confundindo sobre isso hoje em dia.

    ResponderExcluir
  5. Ai a "cara" do gato quando os peixes falam de falta de privacidade... Que é coisa que, de facto, não há! Big bother is watching you...

    ResponderExcluir
  6. Concordo na íntegra com o texto. Bjks da M.Thereza/Thê

    ResponderExcluir
  7. A noção de limite deve ser ensinada desde a mais tenra idade...ou o animal homem tornar-se-á em breve anti-social.
    Até as feras são educadas a conhecer limites para com a sua espécie...

    ResponderExcluir
  8. Célia amiga poetisa, amei esse poema, diz muito do desejo e do direito ao respeito, da intimidade que está ficando cada vez mais rara!Que pena que é assim, mas há que haver limites, senão nem sabemos até onde isso vai dar!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. CLAP CLAP CLAP!!!! Conviver é uma arte mesmo.... Parabéns! =)

    ResponderExcluir
  10. Engraçado que com esse advento de inversão de valores, o que deveria ter limite, torna-se escancarado. E outras tantas coisas hediondas que deveriam ser escancaradas, barra-se os divulgadores da verdade. Viu a estatística de quantos jornalistas foram mortos nos últimos 5 anos por denúncias - que de fato são verdadeiras - senão não perderiam suas vidas?

    Senhor, olhai por nós,em todos os sentidos! ELE pode nos observar como puder, até pelo buraco da fechadura.

    ResponderExcluir
  11. A internet nos presenteia com dezenas de "desconhecidos íntimos", Célia. :) Beijos!

    ResponderExcluir
  12. .


    Célia, isso é uma opinião,
    uma ideia ou um puxão de
    orelha?
    Talvez os três diria você
    ou, quem sabe, nenhuma das
    respostas sugeridas.
    Eu, no entanto, gosto da
    sua forma de escrever e
    quando isso aconteceu eu
    exulto com a qualidade do
    produto e com o preço que
    você não cobra, mas devia.

    Um beijo do colega e do
    amigo.

    silvioafonso





    .

    ResponderExcluir
  13. Gostei do gato espiando os peixinhos, muito engraçado! Será que alguém nos espia assim também? Rsrsrs, fiquemos de olho! Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi Célia, esse assunto abordado é rotineiro e ao mesmo tempo impertinente, é preciso haver sim, privacidade para que possamos viver melhor!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  15. Ola, Célia.

    Como dizem hoje em dia: "Cada um em seu quadrado". Respeitar limites é uma arte para pessoas educadas.

    Um abração e um bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  16. Uma palavra está permeando tudo: "relativa". E o que é por ela envolvido não tem o mérito da qualidade que buscamos. Bjs.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.