sábado, 28 de setembro de 2013

No Tempo do Agora


 
 
 
Não meço
Não peço
Não tem prazo
Apenas sinto e amo
Aventura ou desventura
Vivo.
 
Em verso ou prosa
Sussurro com o vento
Camufladamente
Sentimentos de sorrisos
De ternuras e de afetos
Com você – sempre.
 
Mostrei-lhe uma estrada florida e bela
Escolheu outra com ervas daninhas
Respeito.
Vivo com sabedoria o domingo da vida
Acarinhando nova fase que em mim desabrocha
Contemplativamente, relativizo.
 
Célia Rangel
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

19 comentários:

  1. BOA TARDE MINHA FLOR DE PRIMAVERA !
    AMIGA DAS LETRAS !
    SEMPRE TRAZENDO NA TRADUÇÃO O QUE TEM DE MAIS IMAGINATIVO NOS VERSOS...BJS

    ResponderExcluir
  2. Uma fase de muita tranquilidade e maturidade que um dia alcançamos.Muito linda poesia,Celia! Bjs e bom domingo,

    ResponderExcluir
  3. Que lindo poema, o tempo passa e aprendemos a "relativizar", a sabedoria vem com o viver, com o tempo, o tempo bom é o tempo do agora, também vivo assim, leveza é o que não me falta, quase sempre digo que "estou" não mais o "sou", pois estamos sempre mudando, embora nem todos percebam isso, eu percebo em mim essas boas mudanças!
    Boas mudanças pra ti também minha amiga poetisa!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. «Vivo com sabedoria o domingo da vida» - muito bonito! Muito bom! Gostei particularmente deste verso, deste pensamento.

    Beijinhos. E ... bom domingo (da vida - e não só!)

    ResponderExcluir
  5. Eu também relativizo os fatos, mas sem culpas ou juízos de valor, porque o que importa é o afeto que une as pessoas. Célia, quero que você seja feliz nesse seu domingo, todos merecemos um descanso. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  6. Célia como sempre beleza e sabedoria em teus poemas, sempre nos passando uma bela mensagem, gosto de estar aqui tua energia sempre me faz bem, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  7. Bom dia, Célia. Interessante o fato de uma doação seja em que sentimento for, feliz ou triste.
    O que importa é que a vivência é altamente intensa e isso é o que importa.
    Não somos responsáveis pelas escolhas alheias, cada qual segue o rumo que preferir, cabendo refletirmos sobre isso e seguirmos adiante se for o caso.
    Parabéns, linda poesia.
    Senti uma grande entrega.
    Beijos na alma e excelente domingo.

    ResponderExcluir
  8. Já é tão difícil determinarmos nossos próprios caminhos... a cada um, a sua estrada. Bom dia, e bom domingo, Célia.

    ResponderExcluir
  9. Oi Célia
    Muito bom! Estava com saudades dos seus escritos. Adorei!
    bjos.

    ResponderExcluir
  10. Estimada,Célia Rangel!

    E...como é difícil amiga,tomar decisões.
    Querida escritora,sinto tua falta .
    Abraços
    Sinval

    ResponderExcluir
  11. Quando indicamos as estradas é porque sabemos ser a melhor, quem obedece não erra né? Beijão

    ResponderExcluir
  12. É preciso aproveitar o tempo... algo precioso nos nossos dias, em que vemos tudo passar tão rápido...
    Abraço Célia!

    ResponderExcluir
  13. Olá querida Celia!
    Ótimo texto, boa reflexão.
    Adorei a sua visita! Sempre carinhosa e doce.
    Obrigada
    Grande beijo e uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  14. Estimada, Célia.
    Bom dia.

    Tudo passa. Mas, não passa o Sentimento de Aprendizado, com a passagem dos dias.
    Tenhamos todos, uma semana abençoada.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  15. Célia, querida.
    Um texto muito belo e sábio!

    Abraços das meninas.

    ResponderExcluir
  16. Oi querida, temos que aproveitar o agora!
    Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  17. Sei não, Célia, mas me parece poema de mãe pra filho. :) E dos bons. Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Bela inspiração de domingo Célia! Bjinhoss e ótima semana!

    ResponderExcluir
  19. OI CÉLIA!
    E NESTE TEMPO DO AGORA, ESTAMOS, POIS ENQUANTO SE É VIVO ESTAMOS NO TEMPO VIGENTE.
    ESTA RELATIVIDADE, É SABEDORIA QUE A MATURIDADE TRÁS.
    SEMPRE INTELIGENTES TEUS TEXTOS.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.