quarta-feira, 18 de setembro de 2013

RECREIO

 
Já levei a vida bem a sério.
Hoje estou no momento recreio.
É uma maravilha rir de mim e comigo,
Sem estresse ou depressão.
A música e a leitura embalam a ansiedade,
Que atrevidamente queira se instalar.
Não mais idealizo. Faço. Pés no chão.
Do passado, bons filmes em retrospectiva,
Alicerçam meu futuro.
O presente é a delícia de vida que vivo.
Consumo meu tempo em prazeres.
Responsabilidades as que posso, descarto.
Outras, finjo assumir...
Minha lancheira é de frutas e integrais.
Na minha cantina um bom vinho,
E água de coco.
Carrego o mínimo de bagagem,
O esqueleto agradece.
Dar, dividir, distribuir é minha meta.
Fazer a vida leve de se prosseguir.
A fé que não explico como (?) é minha estrada.
O mundo real me fez criar o imaginário...
Enxuguei dissabores revisei prioridades,
Sobrevivi  sem submergir.
Por várias vezes renasci das cinzas...
Foi bom e será melhor ainda,
Sendo pó e a ele retornar.
 
Célia Rangel

 

17 comentários:

  1. amiga obrigada pela messagen ate paresse que fez pra mim , boa noite tudo de bom.

    ResponderExcluir
  2. Quando eu crescer quero ser como você, rssss. Principalmente quanto às responsabilidades. Espero ansiosa a época em que eu possa descarta-las e/ou fingir assumi-las.
    obrigada por sua visita constante
    muitos beijos

    ResponderExcluir
  3. É enxugando dissabores e revendo prioridades que se consegue sobreviver e seguir em frente ! Excelente texto !

    ResponderExcluir
  4. é sempre bom viver quando se sente vida...

    ResponderExcluir
  5. Lindo e temos que nos permitir bem viver essa fase de recreio! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  6. A alegria é apanagio de uma alma evoluída! abraços

    ResponderExcluir
  7. Tornar mínima e leve a bagagem, relativizar as coisas do mundo - as 'verdades', as 'certezas absolutas', as 'palavras de honra', os 'juramentos'... - e, sobretudo, agradecer e pedir o dom da Fé: isto é sabedoria rara e boa como o bom vinho que vai na lancheira. Parabéns, Célia! E bom recreio.

    ResponderExcluir
  8. Admirável, Célia Regina.
    Bom dia, de quarta feira, pra você.
    Creio que deveríamos sempre, fazermos da vida, um enorme recreio. Fazer dos sentimentos, um desaguar, de alegrias, contentamentos e passatempos. Recompor os passos, que muitas das vezes, deixamos em pegadas fora do tempo e do lugar. Eu, particularmente sou campeão disso. Mas também, confesso humilde, que tenho a humildade em dizer; " errei", vamos refazer.
    O Recreio, é para isso. Para relaxarmos,para sorrirmos, para por momentos diversos em um tempo, esquecermos que a vida, é um fanfarrão, que se transveste de sério.
    Amei a sua postagem. Parabéns.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. MInha amiga "Carpe Diem"....deveríamos seguir teu exemplo diariamente unindo o dia a dia muitas vezes sacrificado com o prazer...A vida é única! beijão =)

    ResponderExcluir
  10. Esse estágio de maturidade não é pra qualquer um, não! Ou melhor: UMA, já que para mulher é ainda mais difícil conquistar esse patamar. Felicidades nesse recreio, e o que é melhor: consegue oferecer, repartindo o lanche. Eh, saber viver é questão de inteligência. Isso você traz de sobra.

    ResponderExcluir
  11. Essa é a trajetória que leva à maturidade. E nesta, as prioridades são outras, eis que já adquirimos um pouco de sabedoria. Bjs.

    ResponderExcluir
  12. Adorei sua reflexão sobre esse momento recreio, espero chegar ao meu com toda essa maturidade e tranquilidade que só vc para nos ensinar Célia! Bjosss e curta muito esse momento, vida longa a ele! Bjooss

    ResponderExcluir
  13. Como seria bom né Célia, se a vida fosse um eterno recreio... Grande abraço!

    ResponderExcluir
  14. Também sou veterana de renascimentos, Célia, e tenho a pretensão de me identificar com você. Só não gosto de vinho. Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Olá, queira Célia
    Apesar das inúmeras responsabilidades, a vida deve ter espaços de recreio para que o "Picnic" da alma seja possível...
    Lindo post e profundo...
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  16. OI CELIA!
    ADOREI!
    UM TEXTO REFLEXIVO E QUE ME PASSA ALGO DE TI, ENCAIXANDO NA IMAGEM QUE EU FARIA SOBRE TUA PESSOA, DE EQUILÍBRIO E DESAPEGO.
    DE TODAS AS VERDADES QUE ESCREVESTE UMA ME PASSOU O QUE PARA MIM, SERIA EXATAMENTE ESTE TEU MOMENTO RECREIO, "CARREGO O MÍNIMO DE BAGAGEM" ISTO ME DEU A IDEIA DO "TODO" QUE PASSAS COM TEUS ESCRITOS.
    ABRÇS E BOM TE VER LÁ NO "SÓ PRA DIZER" SEMPRE.
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Saudades!
    Querida amiga,
    Vim agradecer sua presença lá no meu cantinho!
    Obrigada de todo o coração pelo seu carinho!
    Um lindo dia para você!
    Abraço amigo!
    Maria Alice
    Htts://www.facebook.com/mariaalicefcerqueira
    http://www.mariaalicecerqueira.com/
    http://www.mariaalicecerqueira.com.br

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.