quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Gentileza

 

 
 
 
 
Gentil: pessoa agradável, amável, calma, educada, nobre, pacífica.
É tempo de promover a paz, por meio de palavras, gestos e ações gentis, em casa, no trabalho, na escola, no trânsito, em qualquer lugar. Sublimam-se as limitações humanas com paciência, bondade, mansidão.
Proceda gentilmente da mesma forma com a natureza e com os ambientes onde você vive. Respeite-os e cultive a estética. Tornar belas a existência e a vida é ser gentil com o Criador.
Não se esqueça de ser gentil também com você, procurando se desenvolver em várias dimensões – cognitiva, espiritual, emocional, física – pelo estudo e pesquisa, pela diversão, pelo esporte, pelo contato com a natureza, pela alimentação correta e pela rejeição de produtos nocivos. Quem não se cuida provavelmente tem pouca noção de cuidado com o outro.
Atenção, porém: é natural ser gentil com quem é gentil. Grandeza de coração existe quando você é gentil mesmo com quem talvez não mereça.
Gentileza se faz com gestos grandes e pequenos. O jardim encanta quando se abrem flores de diversos tamanhos. E nem sempre são as maiores as mais belas e perfumadas. Você pode ser gentil pelo simples olhar. Às vezes, basta. Era apenas o que faltava. Para quem recebe, pode significar vida. Não importa a dimensão: pequeno ou grande, o gesto só vale se feito de bom grado.
Imagine mil maneiras de ser gentil; realize-as, no entanto, com naturalidade, sem segundas intenções. As pessoas percebem quando não se é sincero e transparente.
Quem é gentil valoriza, eleva, dignifica. O outro deve se sentir encantado e feliz, não constrangido, como quem é alvo de caridade. Caridade supõe carência; em tal condição, a relação é desigual, em que um é generoso, o outro necessitado. Na gentileza, não há hierarquia: somos todos doadores e todos receptores.
Habitue-se à gentileza. Talvez não se sinta capaz. Você se viciou em desconfiar, em competir, em julgar, em cultivar aparências, em olhar defeitos alheios. Assim, ser gentil parece-lhe quase estranho. Pratique-a, então, passo a passo: primeiro, de maneira pensada, como aprendiz; depois, de maneira espontânea, até que, integrada ao seu modo de ser, seja sua identificação. Neste último estágio, você não apenas é gentil, mas se torna a própria gentileza.
Sempre surgem ocasiões para gentilezas. Basta sentir prazer e alegria em fazer o bem. Procure construir, em seu redor e no Planeta, ambiente de acolhida e de respeito.

                                             

Lauro Daros, escritor colaborador do meu aprendizado!
 

10 comentários:

  1. Célia, lindíssima escolha do texto, sempre conseguimos encontrar textos assim quando estamos em sintonia com o bem, com o nosso "eu gentil", sermos gentis com todos só o conseguimos se somos conosco, se nos amamos, pois as pessoas agressivas e não gentis é por elas estarem de mal com a vida, quem sabe lendo um texto como esse possam refletir como estão se tratando, viver é dom como costumo dizer, por isso que é preciso saber entender isso!
    Amei ler aqui, seu colaborador Lauro Daros também me ensinou, viver bem e com muitas gentilezas espontâneas!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Josefina monfa caba

    15:05

    Buenas tardes, querida Celia. Muchas gracias por compartir tus posts.Tienes un blog genial y
    todo lo que escribes es de agradecer. Fantástica escritora y "PERSONA" !!!.
    BESOS CATALANES

    ResponderExcluir
  3. Que delícia de texto, de fácil entendimento e tão tocante.... bjs obrigada pela partilha

    ResponderExcluir
  4. Oiii Célia, belo texto sábias palavras do autor, ultimamente tenho tentado ser mais gentil com a minha saúde, rsrs me esforçando para me cuidar melhor! Fico pensando, é tão melhor viver com gentileza, as relações ficam tão mais harmoniosas, por que algumas pessoas insistem em ser ranzinzas rsr Bjinhoss

    ResponderExcluir
  5. Que bela lição sobre ser gentil! Gentileza engloba tudo de bom que podemos fazer ao outro! Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi, Célia! Ainda preciso trabalhar a calma e acho que nunca vou deixar de ser desconfiada. Ainda assim, sou uma gata escaldada 85% gentil. :) Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Ser gentil não é difícil, mas requer exercício, de fato. Depois vira hábito. Bjs.

    ResponderExcluir
  8. Oi Célia
    Muito bom o texto. Obrigada por compartilhá-lo conosco. É realmente difícil ser gentil com quem é grosseiro conosco, mas devemos ir pelo caminho mais difícil e não o mais fácil!
    Bjos.

    ResponderExcluir
  9. Boa noite minha amiga das letras!
    O encantamento do texto vira uma preciosidade e me deixa sempre fascinada ao te ler...bjs
    Deixo um convite bem especial para participar de um momento mais que especial !
    Só visitando o link saberás do que falo...
    http://severaescritora.blogspot.com.br/2013/10/canteiros-da-vida-encontro-da-chica-com.html#links

    ResponderExcluir
  10. Bom Dia Célia,
    Como falta gentileza nesse mundo! É preciso uma boa dose de altruísmo para a sociedade!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.