terça-feira, 29 de outubro de 2013

Versos Soltos Unindo Vidas











 
 


 

 

já não me enquadro

cheguei muito antes

ou muito depois

da vida nada sei

pontuo em fios

colo em papeis

escrevo em letras

palavras soltas

que também não se encaixam

fujo

recolho-me

no meu cantinho visceral

sofro, choro, rio e me refaço

como pérola

brilho na luz

contra o sol queimo

corações

acendo holofotes

beijo

te sinto

te ouço

te quero

amigo-amante-amado
 
eterno

 

Célia Rangel

11 comentários:

  1. Lindo, inspirado e profundo! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Lindos versos, Célia. Também penso, às vezes, que cheguei cedo (ou tarde) demais. Bom dia!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Célia! Também já tive a sensação de estar vivendo numa época que não era bem a minha. Muito bonito o poema. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Celinha...alma totalmente livre, aberta, transparente...lindo! bjs

    ResponderExcluir
  5. A gente se refaz todos os dias ainda bem né?

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  6. Bonita a comparação da pérola com o amor, amiga Célia!
    Meu abraço.

    ResponderExcluir
  7. Olá, boa tarde.

    Não te esqueça, o Sol, é reluzente para todos nós.
    Por isso, não deixe de ocupar um espaço que é somente seu.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  8. Olá querida Célia, é muito bom quando nutrimos por alguém um amor sincero! Abraçosss

    ResponderExcluir
  9. Abençoado seja o ser capaz de tirar do coração de uma poeta como você, tamanho luxo, esplendor, grandiosidade numa simplicidade absolutamente real. Você, minha amiga, não escreve poesia, você é poesia!
    Beijos,
    Tania.

    ResponderExcluir
  10. Parabéns amiga por nos brindar com uma tão linda poesia!!!
    Um beijo
    anacosta

    ResponderExcluir
  11. Quanto sofre a pérola para ser tão linda! Todos nós passamos por machucaduras para nos aperfeiçoar, e tomara que nos deixe lindas como as pérolas que enfeitam outras pessoas! Beijos

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.