terça-feira, 19 de novembro de 2013

Ato Moral e Cívico














Era um dia calmo.
Feriado.
Afinal, celebrava-se a Proclamação da República!
1889 – no trotar de cavalos.
Era Deodoro.
E tinha um Barbosa, o Rui.
2013 – uma nova história...
E tem um Barbosa – o Joaquim.
Brasileiros escapando para um doce far niente.
Grande é o congestionamento!
Estradas lotadas!
Tempo suficiente para
Admirarmos um lindo céu azul,
Onde desfila imponente cavalo aéreo,
Transportando uma tropa...
Ainda, meio “São Tomé”, ver para crer...
Desvendo no lindo sol que a tudo revela,
E, nos mostra com siglas, nomes e fotos,
Aqueles que, assustados e ainda revoltados,
Insurgem-se contra as leis...
Oras as leis – eles sempre as burlaram!?

Célia Rangel

“Liberdade! Liberdade!/Abre as asas sobre nós!
Das lutas na tempestade/Dá que ouçamos tua voz!”
(estribilho – Hino da Proclamação da República)

*************

“Salve lindo pendão da esperança!/Salve símbolo augusto da paz!/Tua nobre presença à lembrança/A grandeza da Pátria nos traz. /Recebe o afeto que se encerra/em nosso peito juvenil,/Querido símbolo da terra,/Da amada terra do Brasil!”
(1ª estrofe Hino à Bandeira)



11 comentários:

  1. Bom dia minha amiga Célia, quase você fez um poema com versos em formato de "R" de realidade, como costumo fazer mesmo sem programar, pois a nossa realidade minha amiga é de amargar mesmo, quem sabe eles pagarão pelos descalabros com a nossa nação?!
    Mas não importa se ficarão presos ou não, o que importa é que estão aí expostos e condenados, ainda querendo se fazerem de "coitados" presos políticos?
    Amiga, quem nasceu e cresceu em família digna fica mesmo estarrecida assim como você, eu e muitos brasileiros que trabalham dignamente.
    Seus versos estão bem de acordo com o acontecimento, Proclamação da República, versos do Hino à Bandeira, isso tudo fez parte de nossa infância!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Célia! Sempre me emociono com o estribilho do Hino da Proclamação da República. Claro que vou me emocionar ainda mais quando meu lado S. Tomé se convencer de que todos os corruptos, de todos os partidos serão presos. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Buenas tardes Celia, estamos viviendo momentos muy controvertidos por la mala clase política que nos gobierna.
    Honrar a la bandera, respetarla y defenderla porque representan nuestra Patria.
    Un gran abrazo
    Sor.Cecilia

    ResponderExcluir
  4. Oi Célia, tudo bem com você?
    Muito interessante sua colocação a respeito da Proclamação da República, que muitas das vezes não damos a menor importância!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  5. Inspirado nessa sua publicação, neste 20/11 dia dedicado à consciência negra no Brasil, enalteço em homenagem a postura do Presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, por mostrar-se como herói do resgate da dignidade nacional com sua postura íntegra, heroica e altiva. Que o Brasil saiba reconhecer o que e quem de fato enobrece o nosso País.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  6. Perfeitas tuas colocações,Célia! Bem a nossa realidade!Gostei muito!beijos,chica

    ResponderExcluir
  7. Célia, sua crônica é bem ilustrada por você. Uma breve volta ao passado para falar do presente. Reconheço que ainda falta muito para que se possa dizer que o país vive uma nova realidade no que diz respeito as punições mais severas contra os homens públicos que se colocam como usurpadores do bem coletivo. Contudo, vejo que um caminho se abre nesse sentido. Assim espero. Um beijo no seu coração.

    ResponderExcluir
  8. Olá Célia.
    Bela postagens.
    O nosso pais tem que melhorar em inúmeros aspectos.
    Um lindo dia.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oi amiga, gostei muito do post.
    O Brasil ainda precisa crescer e ser um país que se valoriza mais.
    Tenha uma ótima semana, beijos!!

    ResponderExcluir
  10. Oi Célia,

    Seu olhar foi fundo, gostei imenso!

    Como diz a música..."Que país é esse?.......

    Obrigada pela força!

    Bjos

    ResponderExcluir
  11. Olá!Boa noite, Célia!
    ...adorei sua bela analogia histórica que ousa passear no contexto histórico para compreender a atualidade... Depois de tantas mazelas , há momentos assim, de guarda baixa, nos quais a prudência é melhor...ano 2014 é de eleição presidencial
    ...eu creio que tudo indica que [os mensaleiros] não acreditavam que o desfecho ocorresse um dia, confiantes nas manobras protelatórias que sempre deram certo para os ricos e poderosos escaparem do cumprimento das penas atrás das grades.
    Agradeço pelo carinho,muito obrigado, belo dia, beijos!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.