terça-feira, 5 de novembro de 2013

Mário Quintana... imortal...




Canção do dia de sempre
 
Tão bom viver dia a dia...
A vida assim, jamais cansa...
Viver tão só de momentos
Como estas nuvens no céu...
E só ganhar, toda a vida,
Inexperiência... esperança...
 
E a rosa louca dos ventos
Presa à copa do chapéu.
Nunca dês um nome a um rio:
Sempre é outro rio a passar.
Nada jamais continua,
Tudo vai recomeçar!
E sem nenhuma lembrança
Das outras vezes perdidas,
Atiro a rosa do sonho
Nas tuas mãos distraídas...
 
Mario Quintana



14 comentários:

  1. Bom dia Célia

    todo dia é dia de recomeçar.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  2. Olá querida Célia, eu amo Mário Quintana, é difícil viver dia a dia, estamos sempre desperdiçando o hoje preocupados com o amanhã, mas é o ideal! Bjinhosss

    ResponderExcluir
  3. Lindo, Célia! Lindo demais! Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá!Boa tarde, Célia,
    o imortal Quintana, adoro!
    a efemeridade da vida, , cada momento é sempre único e novo,tudo é eterno recomeçar...a vida é Assim... sempre...
    Agradeço, obrigado, belo dia,beijos!

    ResponderExcluir
  5. Que lindo, amei ler, Mario Quintana, uma linda escolha minha amiga Célia, sempre escolhemos aquilo que condiz com nossa alma, sua alma é linda.
    O rio realmente nunca é o mesmo, suas águas seguem em frente, outras águas passarão, nossa vida também é assim, nenhum dia é igual ao outro, cada momento presente é o mais precioso!
    Abraços minha amiga querida!

    ResponderExcluir
  6. Que prazer encontrar versos dele em seu espaço. Gosto demais de sua forma simples de falar sobre vida. Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Toda poesia deve terminar bem, diz a regra. No meu entendimento, princípio, meio e fim devem ser bons. Mas este final de Quintana impressiona:

    "E sem nenhuma lembrança

    Das outras vezes perdidas,

    Atiro a rosa do sonho

    Nas tuas mãos distraídas..."

    ResponderExcluir
  8. O lirismo somado à força poética de Mário Quintana dá à sua obra vigor impressionante.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  9. Amei, amei e ameiiii! Adoro Quintana...
    Beijinhos pra ti amiga,
    Valéria

    ResponderExcluir
  10. Olá, bom dia.

    O tempo é de luzir. Então cada um de nós que busquemos o nosso Sol.
    Ele paira, e nos convida ao aquecimento do cotidiano. Não por que queremos, mas por que o tempo, exige em exposição, que cada um de nós, busquemos o nosso lugar. Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Um sonho de poesia! Bom demais ler! bjs,

    ResponderExcluir
  12. Um banho de doçura: eterno Quintana!

    ResponderExcluir
  13. OI CÉLIA!
    BOM E NECESSÁRIO, POIS SÓ QUANDO APRENDEMOS QUE O REALMENTE VALIOSO É O MOMENTO PRESENTE, PASSAMOS A VIVER DE VERDADE...
    UMA BELA ESCOLHA , AMIGA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.