quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Não era para ser assim...

Dia de ver Deus...

Toda embonecada, com o melhor vestido,

Sapato e meia branca, e fita no cabelo,

Vestido azul clarinho de organdi bordado,

Pronta para ir à missa!

Aninha esperava a mãe na porta da casa,

Exibindo-se pra os vizinhos...

Um enorme cão vira-lata, preto, aproxima-se...

Ela bate o pé e grita: - passa...

Ele passou, mas foi pra dentro pulando o muro,

E jogando-a ao chão sujando-a toda!

Nada de missa... e sim, uma bela surra!

Com direito à plateia e tudo!

Com vergões doloridos na perna,

Bacia com água e sabão para lavar toda a sujeira da roupa...

Enfim, Deus virou o capeta em forma de cão!!



Célia Rangel


8 comentários:

  1. Que triste final para um dia pensado tão diferente! Pena!

    beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Célia, lindo esse seu poema, embora uma triste realidade, me lembro do meu tempo de menina, "tinha a tal roupa de missa", tinha que cuidar, meu par de sapatos também para dias assim, de domingo, eu não ia muito às missas, meus pais não eram religiosos, mas minhas amiguinhas iam, eu pedia e meus pais deixavam eu ir, era bom, gostava, prestava muito a atenção em tudo!
    Esse seu poema me fez lembrar disso, amei, mas que cão danado esse né?Tadinha da garotinha!
    Abraços minha amiga muito querida!

    ResponderExcluir
  3. Não sei se foi o cão da foto que fez isso, mas esse tem cara de capeta mesmo rs! abração

    ResponderExcluir
  4. Eu protesto! A Aninha não teve culpa. Ô, vida injusta, que cachorrada! :) Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Juro que sei quem é a menina decantada em tão doce poesia...Deu saudade!
    Beijos, Célia!

    ResponderExcluir
  6. Não entendi a violência contra a criança, inocente no fato.
    Meu abraço.

    ResponderExcluir
  7. Olá!Boa noite,Célia!
    puxa,tadinha da Aninha, apanhou sem culpa. Realmente, não era para ser assim.Mas, era assim : antigamente pais representavam os direitos e os filhos os deveres...antigamente eram os pais que batiam nos filhos, hoje os filhos batem nos pais., antigamente, pais levavam seus filhos para a igreja, hoje deixam nas portas de baladas..
    Agradeço pelas palavras carinhosas em meu blog,muito obrigado, belo finalde semana, paz e luz, beijos!

    ResponderExcluir
  8. Tadinha da Aninha! E o pior é que antigamente era assim mesmo! Bjs e boa semana,

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.