sábado, 14 de dezembro de 2013

No Sótão





















Tirei o pó da caixa de Natal
Tudo o que encontrei ao abrir
Foi bolor e velharias...
Desentulhei muito lixo ajuntado.
De que adianta certos guardados?
Deve ser para ter faxina de final de ano.
À medida que descartava enfeites...
Pendurava em mim solidariedade,
Serenidade e muito amor.
A paz encontrada foi suficiente
Para deixar lindo e refeito o meu íntimo!
Luz orante me iluminou,
Mimos angelicais me incensaram.
Ah! Um Natal interiorizado,
Amado e sentido no âmago da alma!
Que você também destitua suas velharias
Seus conceitos pesados e inconsequentes...
E viva “o você” o mais interiorizado possível,
Ainda é a maior prova de amor pela vida.
Sempre.


Célia Rangel

12 comentários:

  1. Correto amiga... Isso é realmente o mais importante!!! Lindo poema!

    ResponderExcluir
  2. Célia, nem podia deixar de aqui continuar a ler, estava para desligar, mas amiga, me prendeu do começo ao fim, sabe que é assim que me sinto sempre, faço faxina por fora e por dentro, assim como você e saiba que senti a sua linda paz, sei bem como é isso, uma alegria linda! Amor pela Vida! "...Um Natal interiorizado..." Lindo!
    Abraços e uma boa noite amiga querida!

    ResponderExcluir
  3. Muito linda sua poesia! Nada como fazer essa faxina,espanar o pó de nossa alma tb! bjs,

    ResponderExcluir
  4. Ui, amiga, os "tesourinhos" que vamos guardando e juntando ao longo de uma vida! Tenho certa dificuldade em desfazer-me de muitas dessas recordações...

    Bom Natal!

    ResponderExcluir
  5. Emocionante! Guardo todos os enfeites de Natal, todos eles estão em caixinhas bem guardadas. Feliz Natal! Um abraço,Yayá.

    ResponderExcluir
  6. Uma poética e sincera resposta ao Natal falso e mercantilizado que a mídia nos impõe. Parabéns, Célia.

    ResponderExcluir
  7. Vou seguir o conselho do poema e jogar fora um bando de quinquilharias inúteis, com caixa e tudo. Valeu, Célia! Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oi amiga, lindo poema.
    Natal é mais verdadeiramente Natal quando nós celebramos dando a luz do amor aqueles que necessitam mais.
    Feliz natal e um próspero ano novo! Que 2014 seja maravilhoso para você amiga!
    Beijos e uma ótima semana!!

    ResponderExcluir
  9. Olá! As caixas precisam ser lavadas, a ser levadas, apenas o que não estiver pesado! abração

    ResponderExcluir
  10. Porque será que no final do ano sempre temos coisas a serem jogadas fora? Acho que tanto material como espiritual temos que nos desfazer de supérfluos e começarmos ou tentar começar um ano melhor! Beijão

    ResponderExcluir
  11. Por mais bonita que esteja a árvore ou a festa, o Natal está dentro de você.
    Feliz Natal, Célia.
    Jorge

    ResponderExcluir
  12. Você está certa, Célia.
    Expressou-se com sabedoria neste belo versar.

    Desejo-lhe um Natal de paz, amor e fraternidade e um Novo Ano com muita saúde e grandes alegrias.

    Grata pelas visitas carinhosas com que brindou o meu recanto no ano que ora se despede. Até 2014!

    Felizes festas!

    Beijo.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.