terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Dia do Leitor



A Idade da maçã
Autor: Eduardo Lara Resende

- Mariana, minha filha, faça o favor de vestir logo essa saia do uniforme, que sua aula de balé já vaia começar...
Impaciente, a mãe daquele pedacinho de gente segurava o saiote na mão, enquanto o olhar buscava a professora para que ela repetisse o mesmíssimo elogio à esperteza da precoce Mariana. A menina, entretanto, decidira trocar a mãe, o saiote e a professora, pela maçã descascada que trazia nas mãozinhas.
- Mariana, vista a saia!
A maçã foi depositada suavemente sobre a bancada do vestiário feminino.
- O fecho é para frente – advertiu a mãe.
- Por quê?
- Porque é.
Com um olhar de anjo fixo no rosto daquela gigante à sua frente, Mariana girava suavemente o saiote em torno da cintura, de forma a que o fecho ficasse voltado para trás.
- O fecho é para frente, Mariana... Teimosa!
A mãe ajeitou a roupa da filha com um movimento brusco, trazendo o zíper para a frente.
- Por que o fecho é na frente?
- Anda menina, que eu ainda quero conversar com a tia antes da aula...
- Por que você quer conversar?
- Mariana, come a maçã logo...
- A maçã?
- É, Mariana, come logo a maçã.
- Por quê?
- Anda, menina, a maçã está oxidando...
Mariana pegou a fruta e, admirada, passou a examiná-la.
- Ó o quê, mãe?
- Que ó, Mariana?
- O quê que a maçã tá? – a futura bailarina quis saber.
A mãe, já sem paciência alguma, disse que a maçã estava ficando velha.
- Por que a maçã fica velha mais depressa que a gente?
Sem obter qualquer resposta, Mariana seguiu quase puxada pela mãe, enquanto moedia a maçã com a cara mais feliz do mundo.

Para aquisição do livro:

Para seguir o escritor Eduardo Lara Resende em seu blog:


Comentando: - Recebi esse valioso presente do autor, que há tempo venho seguindo-o em suas produções em seu blog. São crônicas da vida, do nosso tempo, do mundo, relacionadas com outras tantas vivências que me encantam. Filosofia do viver... Hoje, "Dia do Leitor!, como "viciada no ato de ler", indico-o com muita alegria e agradecimento pelo presente. Afinal, não sou mesquinha e, partilho o que é bom para que todos tenham a chance de apreciar. 
Boa leitura!

Célia Rangel.

24 comentários:

  1. Parece ser muito bom, crianças adoram questionar.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há uma gama imensa de assuntos! Excelente leitura com diálogos que ficarão em nossas mentes...
      Abraço e obrigada pelo comentário.
      Célia.

      Excluir
  2. Oi amiga, esse livro parece ser muito bom, parabéns por ter ganho1
    Beijos e uma ótima semana para você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo o conteúdo desse livro é riquíssimo em histórias e acontecimentos reais de todos nós. Indico como excelente leitura!
      Abraço e obrigada pelo comentário!
      Célia.

      Excluir
  3. Oi amiga, parabéns por ter ganho o livro, você merece!
    Tenha uma ótima semana, beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é um presente de valor inestimável. O conteúdo imprime um alto conceito ao mesmo. Indico, e agradeço o seu comentário!
      Abraços,
      Célia.

      Excluir
  4. Muito fofo esse texto, Célia! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carla! O livro é de uma ternura imensa, própria de pessoas que vivem, e não apenas vegetam. O autor tem uma sensibilidade à toda prova, e questionamentos. Obrigada pelo seu comentário.
      Abraços.
      Célia.

      Excluir
  5. Querida Célia

    Um relato delicioso dum episódio de vida. O maior encanto é a inocência, a simplicidade e a curiosidade das crianças.
    Texto maravilhoso. Parabéns ao Autor.

    Beijos

    SOL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Plenamente de acordo, SOL com seu comentário. Esse é um autor que merece ser lido pois, sempre nos acrescenta aprendizado literário e de vida!
      Obrigada pelo seu comentário.
      Abraços,
      Célia.

      Excluir
  6. Agradeço sua generosidade, Célia. Ela imprime qualidade rara e, por extensão, esperança de que nem tudo está perdido. E a referência não é, claro, quanto ao que você escreve sobre este autor e sua obra mas, essencialmente, quanto ao seu desprendimento e entusiasmo em dias de tanta indiferença e ceticismo como os que vivemos.
    Abraço grande.
    Eduardo Lara Resende

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eduardo, quem se sente privilegiada sou eu, por ter a deferência especial em lê-lo. Em tempos de "indiferença e ceticismo" não só com o humano, mas com o aprendizado literário, como educadora, tenho por objetivo sempre edificar obras como a sua! Mais uma vez, Parabéns, pelo "bendito fruto"!
      Abraços,
      Célia.

      Excluir
  7. Amiga Célia, bem mereces todos os presentes, mas livros, nossa, nada melhor, amei ler o trecho que nos presenteou, pois as crianças são de uma sabedoria que aprecio, as tenho por perto, com certeza dou-lhes "corda" para que possam se expressar e olhe, nem imaginas o quanto aprendo com elas!
    Abraços minha linda amiga, irei conferir o blogue e até ler o livro, amei a dica de boa leitura!
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ivone! Tenho certeza de que se tornará uma fiel seguidora do blog do escritor e jornalista, Eduardo. A cada crônica lida fica-nos sempre muito a se filosofar. Obrigada, pelo seu comentário, e disponibilidade!
      Abraços,
      Célia.

      Excluir
  8. Olá Célia,

    Este diálogo foi bem prazeroso de ler. Posso imaginar o ótimo conteúdo do livro. Conheço o blog do Eduardo Lara. É excelente! Já passei algumas vezes por lá, embora sem comentar.
    Valeu a dica!

    Abraço a você e ao Eduardo, que merece muito sucesso.

    ResponderExcluir
  9. Então, Vera Lúcia, não deixe de ler sua obra! De uma excelência contagiante. Obrigada, por sua presença, e comentário.
    Abraços,
    Célia.

    ResponderExcluir
  10. Olá!Boa noite, Célia!
    Meus muito parabéns por divulgar a obra do amigo ,autor/ escritor / blogueiro, Eduardo Lara e por lembrar do Dia do Leitor...
    Texto de uma beleza e simplicidade ímpar , parabéns e sucesso ao autor...
    penso que nossa vida é recheada de aprendizados...no cotidiano,na leitura de um livro, ao assistir um filme, em um blog ... cada situação propicia aprendizados variados, mesmo quando não se tem muita consciência do que é, como é ou porque...pois não é necessário tudo ser explicitado na maior parte das vezes...
    agradeço pelo carinho,muito obrigado, belos dias, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felisberto, vejo que uma das razões do "ofício de blogueiro" é fazer do seu blog um meio de comunicação eficiente, de cultura. E, a obra desse autor é digna de ser explorada, vivida e analisada no curso de nossa vida. Obrigada por sua valiosa participação.
      Abraço.
      Célia.

      Excluir
  11. Obrigada pelo presente! A idade dos porquês é muito boa, sai cada uma!!!!! Estes dias aconteceu comigo e a neta de uma amiga, quase três anos, foram tantos porquês pelo meu batom ter saído. Um barato!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Beatriz... Enquanto achamos que "ensinamos" aos pequenos, na realidade são os mesmos que nos deixam lições de vida! Na obra do Eduardo, você encontrará uma enorme gama de temas do dia a dia que nos leva a meditar sobre muitas das nossas atitudes. Excelente leitura e ótimo presente!
      Abraços,
      Célia.

      Excluir
  12. Um texto lindo do Eduardo de quem gosto muito de ler e acompanhar seus escritos! abração aos dois,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  13. Oi, Chica, fica evidente, mais uma vez o seu bom gosto literário!
    Obrigada por sua presença e comentário.
    Abraços.
    Célia.

    ResponderExcluir
  14. Minha querida Célia, um grande beijo no seu coração. Por conta dos muitos afazeres profissionais, tenho diminuído a minha frequência no blog. O que não diminui é o meu carinho e respeito por pessoas como você, que escreve as coisas que brotam de seu coração e de sua mente. Um feliz 2014, minha querida.

    ResponderExcluir
  15. Obrigada, Paulo César, por sua querida presença em meu espaço blog. Suas considerações sempre enriquecem e me incentivam a prosseguir. Para você e família, sinceros votos de um poderoso 2014!
    Abraços,
    Célia.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.