domingo, 26 de janeiro de 2014

Recomendo!





Depois de dois anos, retorno a publicar um romance, este curto, num total aproximado de noventa páginas.

Agrada-me a modalidade dos “shorts”.  Não se tem tempo para ficar divagando ou escrevendo demais; é necessária concisão rigorosa, poder de síntese.  O pecado de muitos romances que ficaram pelo meio do caminho talvez tenha sido este.  Longos demais.

“Casarão” é obra cuidadosa, esta sim com objetivos para reflexão e crítica do autor sobre o comportamento humano passado e atual.  Por abordar o dualismo, em várias facetas, obriga ao leitor uma participação ativa, participação própria, não induzida ou insinuada.  Ou se toma uma posição diante do que está lendo, seja ela qual for, pró ou contra a narrativa, ou não terei alcançado meu objetivo.

Que ninguém pense se tratar de obra para “intelectuais”.  Não é.  Dirige-se ao homem comum, que muitas vezes passa muito tempo da sua vida sem interrogações necessárias.  Igualmente, não é um existencialismo ‘sartriano’, ou de qualquer outra corrente de pensamento.  Mesmo um adolescente pode compreendê-lo com facilidade.

E para um autor, já falei muito.

Jorge Sader Filho.


Amigos!

Li “CASARÃO”, e recomendo uma leitura marcante, com simbologia do ontem e do hoje. Um verdadeiro jogo mental que transversa entre a diversidade de emoções romanceadas de nossa vida.

Misto de história de uns tempos em que a singeleza e a educação primavam por conteúdo humano. Um romance filosófico, que tece comparações sociológicas do ontem e do hoje. Traça-se perfil do homem nativo, das origens de todos nós.

Narrativa tão bem encenada que se sente cheiro e sabor em sua leitura.
Trazer o escritor Affonso Romano de Sant'Anna - a sensibilidade em pessoa - acrescentou peso fiel no paralelo da vida concreta, diária, com a abstrata e ilusionista da literatura.

O autor consegue terminar sua história, sem dar um fim legitimado ao CASARÃO, que, envolvido foi do poético - com toda sua poesia amorosa da vida - ao cotidiano de seus personagens, suas aventuras, sabores e dissabores.

Célia Rangel.


13 comentários:

  1. Tratando-se do Jorge, só podemos esperar lindas leituras! Bala dica! bjs praianos,chica

    ResponderExcluir
  2. Em "Os Velhos Marinheiros", Jorge Amado repete Jesus, de forma pouco diferente.
    Diz que "os amigos são o sal da Terra". Célia provou isso!
    Grande abraço, amiga.
    Jorge

    ResponderExcluir
  3. Olá amiga!
    Vim agradecer sua visita tão carinhosa e lhe desejar uma ótima abençoada tarde de domingo.
    Bjuss

    ResponderExcluir
  4. Célia, vindo de você a indicação com certeza é ótima leitura!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Minha querida

    Deve ser mesmo interessante, não conheço o autor, mas vou tomar atenção.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  6. Célia,
    Concordamos com Ivone. Sua indicação é um convite para uma bela leitura!
    Abraços e ótima semana.

    ResponderExcluir
  7. Célia pela descrição do autor e depois a sua crônica percebe-se que deve ser realmente um excelente livro, parabenizo a você que incentiva a leitura de nossos escritores, muitos ficam com seus livros encalhados e livros muito bons por que simplesmente não têm condições de não só editá-los como promovê-los, parabéns Célia tua generosidade e sensibilidade são enormes, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  8. Oi lindona, voltei, mas não voltei muito rsrs... Não li o Casarão, mas conhecendo sua sensibilidade sei que serei bem melhor depois de lê-lo. Queria lhe pedir um favor: Não esquece a Tatá e eu amamos vc. Bjos nóis!

    ResponderExcluir
  9. Se você gostou, só pode ser bom, Célia. Vai pra minha lista de futuras leituras. Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Parabéns ao Jorge pelo seu romance! Deve ser muito bom,vou chegar ao link pra adquirir! bjs,

    ResponderExcluir

  11. O Jorge é um escritor renomado que pensa em cada palavra antes de escrever, admiro a cultura dele. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  12. Olá, Célia.

    Suas recomendações são sempre bem vindas.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  13. Olá, Bom dia,Célia
    faço coro , suas recomendações são sempre relevantes e bem vindas, parabéns pela análise/resenha,...não conhecia o livro!
    Obrigado pelo carinho, belo dia de quinta feira, beijos!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.