sábado, 8 de março de 2014

MULHER MAIÚSCULA



A MULHER NO TÚNEL DO TEMPO

Independente de cor, raça, credo, classe social, profissão, formação intelectual, ela é Mulher.

Que foi: indesejada ao nascer – o “filho homem” era querido, bem-vindo, já, a “filha mulher”, não! Escravizada, submissa desde então e por toda a sua infância. Mais tarde, na ilusão de decretar sua independência, casava-se... e na maioria das vezes, sentia-se ainda mais possuída, usada... e se não fosse uma perfeita dona de casa, seria odiada e até devolvida aos pais como uma mercadoria! Restava-lhe então ser abnegada para conseguir o passaporte de uma feliz e prendada “dona” de casa! A Patroa! Amada? Isso não podia demonstrar, pois sensualidade, erotismo, carinhos... pertenciam às “mulheres de vida fácil”. Imoral, o sexo-prazer. Mulher era para procriar, tão somente, e que fosse “macho” por excelência. Cuidar da casa como uma empregada e mais nada!

E soltou as amarras para ser: livre do jugo masculino – pai e marido, mas em uma sociedade machista, para conseguir tal objetivo, teve de se preparar muito intelectualmente, tornando-se uma PhD no que fosse desempenhar, e assim, tentar competir com o homem! Bela e burra, tudo bem. Agora, inteligente, culta, atuante traz certo pânico aos “machos”. Sim, porque o homem verdadeiro caminha junto, apoia, enriquece-se e se aprimora lado a lado com sua parceira. São iguais. Apenas há a sábia diferença fisiológica divina que visa essencialmente à complementação entre os seres humanos.

Mas, de repente, depara-se com o autoritarismo machista de um chefe. Sabe-se, e não é literatura barata, que em muitas empresas, gabinetes, a mulher desprovida de sua autoestima e caráter tem de se prostituir física ou moralmente para ter a chance de um bom salário. Degradante. Humilhante mesmo. 

Tolhida no que lhe é mais sagrado – sua liberdade - a mulher pró ativa não é bem vista. Ao tomar suas iniciativas, em geral, classificam-na como uma liberal, moderninha, egocêntrica, autoritária! “Quem ela está pensando que é?” – “Não tem capacidade!” Quando atinge um grau de confiança, responsabilidade e poder em sua profissão, olhares maldosos destilam venenos sobre sua honestidade, capacidade e até sexualidade! Seus cursos acadêmicos caem por terra. Faz-se necessária muita resistência no enfrentamento de tantos dissabores. 

Cabeça e ombros erguidos, e vamos à luta!

Hoje ela carrega sobre seus ombros o peso: da culpa por não ter qualidade de tempo para dedicar-se à família, principalmente – aos filhos. Em geral, criados por outra mulher – a empregada - que também sacrifica uma série de ideais na busca de sobrevivência. A beleza física muito valorizada, a dieta, a maquiagem, o cabelo, o que veste, se acompanha a moda ou não... enfim, se é fashion. Caso esteja fora dos padrões de beleza, a exclusão é muito maior. A corrida às academias torna-se um stress em busca da perfeição física. A beleza interior que muitas cultivam com devoção, zelo e carinho, nem sempre é valorizada. A eterna briga entre o ter e o ser. As cirurgias plásticas, o silicone aperfeiçoando as formas, até em consórcio, para incentivar ainda mais o belo físico. 

O homem, em geral, desaprendeu olhar com os olhos do coração... As dietas deturpando todo o paladar desejável. Já não se alimenta por prazer. O alimento passa por uma inspeção rigorosa das “calorias” que irá depositar em seu corpo. Em prol de uma estética, priva-se todo o paladar. 

Os sentidos, mais uma vez deixados em segundo plano. O emocional, muitas vezes abalado pelos rígidos horários a cumprir, a famosa TPM que sempre aparece agravando ainda mais o quadro geral, evidentemente anula toda a possibilidade de um bom humor. 

Assim, hoje, essa “provedora do lar” retorna ao mesmo, após um dia estafante e, ao acessar uma internet ou ligar sua TV, para um lazer doméstico, depara-se com “mulheres frutas”... “desfrutáveis”, os “big brothers” de uma vida novelesca que em nada se assemelha à sua! É a banalização do sexo feminino. Da inteligência. Da cultura. Dos valores familiares. Ela conclui: vale a pena?

Mulher, na realidade, um invólucro criado por Deus para amar, gestar,  acolher, acarinhar e conceber o dom da vida! Na busca de qualificações diversas em um mundo pós-moderno, evadiu-se do principal – a feminilidade da ternura, do amor, da doação, da presença da divindade maternal.

Onde fica seu espaço para ser amada e amante? Em geral damos uma volta ao mundo em busca da tão sonhada e prometida felicidade quando ela está agarradinha a nós. E expulsamo-la!

Agregar, essa deveria ser a ação primordial entre os dois gêneros: feminino e masculino. A humanidade ficaria eternamente agradecida!


Célia Rangel.

19 comentários:

  1. Parabéns nesse dia tão especial a todas
    Que seu dia seja super alegre, desejo a vc muita
    paz no seu dia, no nosso dia um bom final de semana

    Meu agradecimento e abraços de sempre

    ¸¸.•*•❥ ¸¸.•*•❥ ¸¸.•*•❥Rita!!!

    ResponderExcluir
  2. Querida amiga
    Sendo hoje o dia em que somos homenageadas, não poderia deixar de vir aqui, te trazer um abraço e deixar essa simples homenagem a você que é muito especial e que me da a alegria de está sempre presente nos meus cantinhos.
    PARABENS MULHE ADIMIRÁVEL !!!
    Não pelo oito de março,
    nem pelo beijo e pelo abraço,
    nem pelo cheiro ou por ser frágil.
    Mas por ser o que és...
    Humus da humanidade,
    Raiz da sensibilidade,
    Tronco da multiplicidade,
    Folhas da serenidade,
    Flores da fertilidade,
    Frutos da eternidade...
    Essência da natureza humana.

    FELIZ DIA DA MULHER!
    Que os nossos dias sejam abençoados.
    Abraços da amiga, Profª Lourdes Duarte
    http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Celia, dia das mulheres deveria ser todos os dias.
    Vocês são merecedoras.

    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Olá, Célia. Parabéns!! O texto não poderia ser diferente. È isso amiga!! Más a verdade é não deixar perder nossa essência de mulher. Somos todas especiaes!! Bjos e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  5. Lindo,Célia!!
    ≈ ☆≈≈≈☆≈≈≈☆≈≈≈☆≈≈≈☆≈≈≈☆≈≈≈☆
    .:*♥*:._.:*♥*:._.:*♥*:._.:*♥*:._.:*♥*:.
    ≈ ☆≈≈≈☆≈≈≈☆≈≈≈☆≈≈≈☆≈≈≈☆≈≈≈☆

    Parabéns pelo nosso dia!! chica

    ResponderExcluir
  6. Belo texto amiga! Em resumo nossa perfeição é cobrada, mas não alcançada, enfim; somos seres humanos com defeitos e qualidades; mas guerreiras sempre! Feliz Dia das Mulheres!

    ResponderExcluir
  7. Que lindo Ce,

    Ser mulher nunca foi fácil, ainda buscamos nosso lugar na sociedade.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  8. Olá, querida Célia
    Foi um dos posts que li hoje que mais me disse ao coração do início ao fim...
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir
  9. BOA NOITE
    E hoje mulher você
    Deve ser reverenciada
    Parabéns por todos os dias
    Que são unicamente seus.

    Feliz “Dia da MULHER”!

    ResponderExcluir
  10. Boa noite amiga Célia!!!
    Aos pouco que li até então, eis um post que fala tudo sobre o ser mulher, não é fácil e você escreveu detalhadamente tudo o que fomos, somos e fazemos de forma a servir de reflexão não apenas aos homens, porém para todas nós.
    Muito obrigada pelo carinho lá no blog, amei!
    Aproveito para lhe deixar um carinho por aqui também...
    Mulher...
    Um ser ímpar e especial que Deus enviou para ser o verdadeiro anjo da Terra.
    Delicada como uma flor, forte como uma rocha,
    Somos assim, simples mas diferentes...
    Somos especiais...
    E desde pequeninas, somos pérolas especiais no palco da vida.
    Aproveito para deixar meu abraço e que sejamos sempre guerreiras e felizes...
    Feliz Dia Internacional Da Mulher!!!
    Deus nos abençoe sempre!!!
    Bjokas...da Bia!!!

    ResponderExcluir
  11. Célia, o preconceito contra a individualidade feminino, em tempos foi mais civilizacional. De resto a mulher nunca foi inferior ao homem. Sempre a vi assim, como complemento do homem. Como a uma flor.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá,Boa noite, Célia
    Meus muito parabéns pelo texto...o mais "completo" que vi na blogosfera!
    ... sim, quando foi criado, o Dia Internacional da Mulher tinha como objetivo marcar a luta feminista por direitos e igualdade. Hoje a realidade já é bastante diferente e as mulheres têm conquistado espaços importantes.Hoje, fala-se muito da nova posição da mulher na sociedade, dos vários papéis que ela exerce no seu dia a dia...Todas estas mudanças são reais e agregar todos estes papéis e funções na rotina diária realmente não é fácil, mas existe um aspecto tão importante quanto este, que é a importância dessa sociedade, machista em que vivemos, também se adequar à essa nova mulher...tanto no processo de conscientização , quanto às arbitrariedades que se praticam e a iluminação das mentes atrasadas que ainda existem nos diversos recantos do País...e assim, "todo dia é dia da mulher" ...
    Obrigado pelo carinho, bela semana, beijos

    ResponderExcluir
  13. Que texto verdadeiro, Celia! Chocante, sem dúvida, uma vez que hoje muitas crianças do sexo feminino ainda são abandonadas na China assim que nascem. Por quê? Exatamente você falou. Sempre estiveram em outro patamar, bem longe do masculino. Mas alguns passos já demos e estamos alcançando voos nunca conhecidos., nunca permitidos. Chegaremos lá, não tenho dúvidas. Mas ainda fazemos parte da minoria. Veja o número de crimes cometidos contra a mulher por minuto no Brasil, só aqui! É triste. Chocante. Impune.
    Grande abraço, parabéns pelo seu texto!!

    ResponderExcluir
  14. Bom dia, Célia. Parabéns por tão belo e informativo texto, realidade sendo mostrada sem máscaras.
    A nossa sociedade é extremamente machista, nada mudou tanto, é um engodo, pois ainda continua a mulher tendo de lutar bravamente para conseguir ser inserida no mercado de trabalho disputando a mesma vaga com o homem tentando ser remunerada da mesma forma.
    O machismo está em tudo, no trânsito, no trabalho, na própria família, na sociedade em geral, essa AINDA é a nossa realidade, que por mais que tenha sido amenizada, dói, grita ao mundo como somos injustiçadas.Geralmente os homens acham que não fazemos nada, quando temos tripla jornada, eles com apenas um dia de trabalho se cansam, enquanto temos de trabalhar fora(quando conseguimos emprego), cuidar da casa, de marido e filho!
    Só mesmo a mulher para ser tão guerreira!
    Poucos são os homens que dividem suas tarefas com suas parceiras, e não reclamam se não colocamos a comida no prato deles,muitos acham que não custa nada, que podemos fazer. Quem faz para nós? Também nos cansamos, somos uma pessoa que merece todo amor, atenção e carinho!
    Espero que a humanidade evolua, que a mulher tenha seus direitos mais reconhecidos e que não seja mais vítima do maldito preconceito, que em maior intensidade, principalmente espiritual, desfavorece a quem o pratica, pois somos sabedoras de quem somos e ao que viemos!
    Lindíssimo texto!
    Parabéns!

    FELIZ DIA INTERNACIONAL DA MULHER, todos os dias do ano!

    Beijos na alma!
    Excelente semana!

    ResponderExcluir
  15. Célia, eu adoraria ter uma filha. Ou mais de uma. Acredito que não preciso dizer mais nada...
    Meu abraço.

    ResponderExcluir
  16. Celia,vc é demais! Que texto mais sensato,bem verdadeiro e diz tudo que queremos dizer!O papel da mulher em nossa sociedade precisa muito mais que um dia especial,precisa receber o seu merecido lugar! bjs e ótima semana pra vc,

    ResponderExcluir
  17. Olá Célia,

    Uma crônica excelente!
    Muitas conquistas já foram efetivadas e ainda há muito a conquistar. A mulher continua sua luta por uma igualdade que dificilmente existirá se não acontecer essa agregação a que você se refere. A jornada da mulher torna-se a cada dia mais estafante e desigual, pois além da vida profissional, ela é esposa,mãe, filha, avó e dona de casa. Nem por isso é respeitada em sua condição. Mas a mulher é um ser que sabe dividir sua alma, carregando sensibilidade e força. Com sua coragem, vem ganhando o mundo e há de chegar o dia em que sua luta trará a recompensa que busca e merece.

    Parabéns pela sua condição de mulher, que, querendo ou não, é o esteio e a luz do mundo.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  18. Uma realidade, conquistamos muitas coisas mas ainda estamos longe da igualdade entre homens e mulheres, somos muito mais cobradas e observadas, temos muito mais afazeres temos que ser multi o tempo todo! Cansativo ser mulher rsrsr Bjossss

    ResponderExcluir
  19. Oi Célia,

    Excelente seu texto...

    Na verdade a mulherada tem que se virar nos trinta, rs

    Abçs

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.