quarta-feira, 30 de abril de 2014

Dia do Trabalho e do Trabalhador.





















TERAPIA DO TRABALHO
Daniel Grippo
Paulus

Trabalho significa realização, satisfação, aprendizado, crescimento e gratificação. É o meio pelo qual deixamos nossa marca no mundo.
No entanto, ele também produz ansiedade, frustração, tensão, tédio e desapontamento. O trabalho – ou a falta dele – pode fazer-nos sentir abatidos, inúteis, inadequados, fracassados.

Se o trabalho estiver trazendo-lhe mais estresse que satisfação, ou se sua jornada de trabalho estiver causando-lhe mais aborrecimento que alegria, você pode estar precisando de terapia do trabalho.

1.  O trabalho, como o amor, é radiante.

2. Todo trabalho tem dignidade. Orgulhe-se de seu trabalho – e de você mesmo, por realizar o que realiza.

3. O trabalho não precisa ser pago para ter valor. Repare o quanto de trabalho realmente importante na vida não envolve pagamento.

4. Todo trabalho pode ser criativo. Seu trabalho é parte da contínua criação do mundo. Veja-se como um co-criador com Deus.

5. Todo trabalho deveria preservar a criação e estar em harmonia com ela.

6. Lembre-se dos momentos em que você sentiu profunda satisfação no trabalho: quando teve uma ideia brilhante, participou de um grupo de trabalho amigável, descobriu a resposta para uma questão complicada...

7. Valorize os momentos de alegria na sua jornada de trabalho.

8. Confira equilíbrio, harmonia e dinamismo ao seu trabalho. Trabalhe tanto com as mãos quanto com a cabeça, tanto com a imaginação quanto com a razão, tanto sozinho quanto em grupo.

9.Conheça a diferença entre ser eficiente e ser eficaz. Eficiência é fazer as coisas de maneira certa. Eficácia é  fazer as coisas certas. Ambas são importantes; não sacrifique a eficácia por causa da eficiência.

10. A regra de outro se aplica ao seu local de trabalho: trate seus companheiros de trabalho e seus clientes como gostaria de ser tratado.

11. Encare os conflitos no trabalho com caridade, perdão e sabedoria. A verdade tem muitas facetas. Procure, com meios criativos, ajudar a resolver brigas.

12. Se algo está quebrado ou errado, não espere que outra pessoa venha consertá-lo.  Contribua, usando suas habilidades e talentos, para tornar as coisas melhores.

13. Todo emprego tem lá suas coisas piores, suas dificuldades e momentos de desânimo. Faça uma lista de todas as coisas boas sobre seu trabalho; recorra-as nos dias difíceis.

14. E você está pensando em deixar o cargo ou procurando obter uma transferência, relacione aspectos positivos e negativos entre permanecer e mudar. Considere-os atentamente. Não tome decisões precipitadas.

15. Se você está convicto de que é tempo de mudar, faça-o. Mas não destrua pontes. Deixar um emprego não significa deixar os bons amigos. Permaneça em contato com eles.

16. Se você perder o emprego ou uma promoção, não perca a confiança em si mesmo. Você é mais que o seu emprego, e o seu valor é bem maior que um salário.

17. Quando você estiver procurando trabalho, use todos os recursos: amigos, agências, classificados, lista de telefones. Considere o próprio processo de procurar emprego um tempo integral de aprendizagem. Nunca fala mal do emprego anterior ou do emprego que está pretendendo deixar.

18. A perda de um emprego pode ser uma oportunidade para aprender, crescer, mudar, definir-se a si mesmo de uma maneira nova. Avalie seus dons e preste atenção ao que seu coração está lhe dizendo.

19. Cultive interesse para com o mundo exterior, de maneira que sua vida seja mais que seu emprego.

20. O trabalho voluntário não torna felizes apenas aqueles que o recebem; ele é uma grande fonte de satisfação e crescimento também para aqueles que o oferecem. Encontre um meio para estender a mão e fazer do espaço em que você vive um lugar melhor.

[Indicação de Ir. Lauro Daros, marista.]

10 comentários:

  1. Oi, Célia, gostei muito principalmente porque foi visto, valorizado mais o ser humano do que o trabalho, o que é muito comum hoje: valorizar mais a atividade remunerada esquecendo do trabalhador que tem seus problemas e que patrão não quer saber: quer resultados! São os sentimentos desumanizados que mais prevalecem em nossa sociedade contemporânea. Suas postagens são ótimas, gostei das 'sogras'...

    Beijos pra você e um bom 'Dia do Trabalho!' rs

    ResponderExcluir
  2. Célia minha linda, até dia esquecido do dia de amanhã, ou melhor agora já é hoje, ando muito desligada mesmo, mas adorei o texto, como a Tais disse ele valoriza o ser humano, e é assim que tem que ser, obrigada pelo compartilhamento, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  3. Célia adoro esses livros da série TERAPIAS da Paullus. Gosto muito e gostei desse! beijos,lindo feriado! chica

    ResponderExcluir
  4. Celia,que interessante essas maneiras de lidar com o trabalho. Dicas valiosas para diversos momentos! Bjs,

    ResponderExcluir
  5. Bom Dia do Trabalhador, amiga Célia!

    Beijinhos vermelhos.

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde, Célia. Passando para te fazer um convite.
    O Prêmio The Cracking Chispmouse Blogggywog Award,está em meu blog "Carinhos Em Selos".
    Espero que pegue, mas sinta-se à vontade.
    Recebi da amiga Rose Sousa e repasso para 15 espaços amigos.
    Fique com Deus e excelente feriado de paz!

    ResponderExcluir
  7. Muito bom esse texto, Célia. Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Dicas muito boas para aplicação na vida ativa. O trabalhador tem mesmo que ser valorizado. Texto muito bom!
    Abração.

    ResponderExcluir
  9. Olá querida Célia, Passei para agradecer a visita no meu cantinho, FILOSOFANDO NA VIDA e dizer que sua participação é muito importante. Volte sempre aquele cantinho é nosso.
    Aproveitando a visita,
    Não desejo o universo pois apesar de ser imenso tem muitos altos e baixos,
    Não desejo as estrelas pois as mesmas so brilham a noite,
    nem tão pouco o sol, pois so brilha durante o dia.
    Te desejo sim,
    o Amor de DEUS que e Supremo, Perfeito, Infinito, Brilhante, Poderoso e esta disponível em todos os momentos da tua vida para que você seja vencedora em todas as tuas batalhas. Abraços Lourdes Duarte
    http://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/
    http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito desta publicação, Célia. O trabalho pode ser fonte de felicidade ou sofrimento... Bom se todos encontrassem seu lugar no mundo do trabalho, lapidando seus talentos com prazer e sem explorar nem ser explorado.
    Um abraço!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.