quarta-feira, 9 de abril de 2014

Orando...

Eclesiastes, 3

1. Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus:

2. Tempo para nascer, e tempo para morrer; tempo para plantar, e tempo para arrancar o que foi plantado;

3. Tempo para matar, e tempo para sarar; tempo para demolir, e tempo para construir;

4. Tempo para chorar, e tempo para rir; tempo para gemer, e tempo para dançar;

5. Tempo para atirar pedras, e tempo para ajuntá-las; tempo para dar abraços, e tempo para apartar-se.

6. Tempo para procurar, e tempo para perder; tempo para guardar, e tempo para jogar fora;

7. Tempo para rasgar, e tempo para costurar; tempo para calar, e tempo para falar;

8. Tempo para amar, e tempo para odiar; tempo para a guerra, e tempo para a paz.

9. Que proveito tira o trabalhador de sua obra?

10. Eu vi o trabalho que Deus impôs aos homens:

11. todas as coisas que Deus fez são boas, a seu tempo. Ele pôs, além disso, no seu coração a duração inteira, sem que ninguém possa compreender a obra divina de um extremo a outro.

12. Assim eu concluí que nada é melhor para o homem do que alegrar-se e procurar o bem-estar durante sua vida;

13. E que comer, beber e gozar do fruto de seu trabalho é um dom de Deus.

14. Reconheci que tudo o que Deus fez subsistirá sempre, sem que se possa ajuntar nada, nem nada suprimir. Deus procede desta maneira para ser temido.

15. Aquilo que é já existia, e aquilo que há de ser, já existiu; Deus chama de novo o que passou.

16. Debaixo do sol, observei ainda o seguinte: a injustiça ocupa o lugar do direito, e a iniquidade ocupa o lugar da justiça.

17. Então eu disse comigo mesmo: Deus julgará o justo e o ímpio, porque há tempo para todas as coisas e tempo para toda a obra.

18. Eu disse comigo mesmo a respeito dos homens: Deus quer prová-los e mostrar-lhes que, quanto a eles, são semelhantes aos brutos.

19. Porque o destino dos filhos dos homens e o destino dos brutos são o mesmo: um mesmo fim os espera. A morte de um é a morte do outro. A ambos foi dado o mesmo sopro, e a vantagem do homem sobre o bruto é nula, porque tudo é vaidade.

20. Todos caminham para um mesmo lugar, todos saem do pó e para o pó voltam.

21. Quem sabe se o sopro de vida dos filhos dos homens se eleva para o alto, e o sopro de vida dos brutos desce para a terra?

22. E verifiquei que nada há de melhor para o homem do que alegrar-se com o fruto de seus trabalhos. Esta é a parte que lhe toca. Pois, quem lhe dará a conhecer o que acontecerá com o volver dos anos?

Bíblia Ave Maria - Todos os direitos reservados.






10 comentários:

  1. Magnífica Citação, bem apropriada para todos os tempos:
    "[...] nada há de melhor para o homem do que alegrar-se com o fruto de seus trabalho[...].
    Acrescentar mais? O quê?
    É Tempo de Páscoa.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  2. Belas palavras que fazem bem! beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Linda lembrança amiga Célia!
    Abraços e tenhas um lindo dia minha amiga!

    ResponderExcluir
  4. Gosto demais dessa passagem, Célia. Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Eu gosto muito deste versículo, ensina a gente esperar, pq tudo tem seu tempo.
    Quando a gente apressa as coisas, sabemos muito bem o resultado final.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  6. Oportuna, a Oração! O tempo é de se refletir...Obrigada, Célia!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Eu acho lesta passagem da Bìblia lindíssima e tudo a ver com o trabalho do homem, não só incentivando como glorificando o mesmo.
    NO nosso país, ainda sentimos vergonha de nos mostrar com os frutos do nosso trabalho, diferentemente do americano que usufrui sem remorsos.
    um beijo carioca


    ResponderExcluir
  8. Oi Celia, bela passagem bíblica.

    Amém!

    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Bíblico e uma lição de vida para nós! Grande beijo

    ResponderExcluir
  10. Lindo, amiga Célia. Vale refletir.
    Abraços e ótimo fim de semana

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.