sábado, 31 de maio de 2014

Contornos



Volto meu olhar para você
e acolho o sentimento que nos une.

No aconchego de uma oração
refaço-me da crueza vivida.

No descaso humano
aprendo a me cuidar mais e mais.

Unto o meu coração de delicadezas
para que ele desfrute
do gesto concreto de amar.

No teatro da vida nossa peça já está escrita.

Curto é o espaço de tempo que temos
para transbordarmos toda essa felicidade.

Há um Deus que é ponte
a percorrer do meu interior para o seu
sem enigmas para entender
apenas o caminho que delimita
o tempo necessário para a solidão morrer.

Célia Rangel




16 comentários:

  1. Belas atitudes. Bela sabedoria de quem passou e passa por bons bocados mas traz o amor sempre junto do peito.
    Você é uma querida mesmo!!!

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo,Célia!!beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  3. Contornar o caminho apesar da estrada e das curvas serem tortuosas... É, Célia, acho que assim dá para alcançarmos o outro lado. O próprio ser humano impede a paz do caminho.
    Gostei do final... faz pensar.
    beijos.

    ResponderExcluir

  4. Olá Boa noite!
    Primeiro lugar, lindo poema, Deus é tudo na nossa vida e você descreve maravilhosamente bem este dogma de fé. Amiga, grata pela vista que adoro, desculpe a minha ausência, alguns fatores contribuem para a minha demorar nas visitas. Por exemplo a minha net, anda péssima, já tentei descobrir até santos protetores da net e não é que me enviarão KkkKk, período de provas, o reumatismo me atacando, com a idade só complica, cheguei a pensar em parar por um tempo com os blogs. Entro no face, mas quando está lenta nos blogs não consigo. Como não desisto fácil, e quando ela melhora, estou aqui,reúno forças, supero as dores na coluna e mesmo com o comentário colado passo para deixar o meu carinho e agradecimento.
    Deixo este pensamento de Vinícius de Moraes
    “Preencha o arco íris da sua alma com sua cor favorita,
    feche os olhos e sinta a batida da vida, sinta o ritmo do
    que transborda o teu sorriso, seja dona do seu próprio
    paraíso, feche os olhos e permita-se entrar no melhor
    lugar que existe dentro de você. Vinícius de Moraes “
    Abraços, fica na paz de Deus, uma linda noite e um amanhecer abençoado.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Célia. Belissimo!! Adorei também a imagem. Um feliz domingo e semana!! Bjos.

    ResponderExcluir
  6. Olá, Boa noite, Célia
    ... vivendo da forma que cada um vive, é importante saber que existe o outro lado... onde o destino dos perdidos serão julgados cada um segundo a condição de sua alma.
    Por enquanto, o destino está nas próprias mãos,por isso nunca podemos desistir de continuar a caminhada. Os momentos de incerteza e solidão também são necessários...contorne se for necessário, pois estão à nossa espera...
    Parabéns...
    Obrigado pelo carinho,bom domingo, beijos!

    ResponderExcluir
  7. Célia este poema é belo demais, traz a essência do amor e ao mesmo tempo da fé, que sempre fará uma ponte para a solidão terminar, sim minha amiga há tempo para tudo, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  8. Lindo Célia! É um poema que vai direto ao coração. É a beleza das palavras na sua mais perfeita tradução, a poesia. Um beijo no seu coração.

    ResponderExcluir
  9. Oi Célia,

    já disse isso outras vezes, mas não me canso de repetir, admiro quem faz poema, acho de uma delicadeza sem limites. Penso que é preciso ter a sensibilidade na alma para fazê-lo.

    Há um Deus que é ponte, a percorrer do meu interior para o seu...

    Lindo!!! Profundo e intenso.

    Grande abraço Célia e uma semana iluminada para você e os seus

    Leila

    ResponderExcluir
  10. Sem pressa, deixando o coração comandar os sentimentos, enquanto pulsa a vontade de amar, de ser feliz no dia a dia da vida, que a nós foi concedida para a poesia plena entre os seres...Viver e amar, é primordial!
    Feliz semana, Célia. Meu abraço!

    ResponderExcluir
  11. Poema sábio e alto astral. Por isso que sou sua fã, Célia. Beijos!

    ResponderExcluir
  12. A oração é mesmo uma grande aliada. Uma amiga de todas as horas. Gostei do poema e da imagem da borboleta azul, também cheia de significado.
    Um abraço, Célia!

    ResponderExcluir
  13. Como ficou linda essa poesia! Em Deus nos fortalecemos e buscamos as delicadezas dentro de nós! Adorei! bjs,

    ResponderExcluir
  14. Este amor como sempre vivo em você e transformado em belos poemas para nosso deguste! Beijos

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.