quarta-feira, 28 de maio de 2014

ROCHA
















Pode até ser um mistério
E não ser divino.
Ele é divino e mistério.
Pulso firme e coração flácido,
Já não vê poesia no horizonte,
Pois, o poema reflete o desgastado.
Já foi rocha rolou em pedras...
De estonteante paixão,
Acordou esfolado em cicatrizes,
Em seu interior de ser ausente,
Andarilho na própria morada...
Culpa-se pela nudez de pensamentos,
Fechando-lhes a porta do céu da boca.
Gotejam em dores de um cerne quente,
Onde ainda lhe aprazem, o divino e o mistério,
A magia e o real, a dúvida e o encantamento,  
Magnetismos de uma vida que já foi rocha...

Célia Rangel 


8 comentários:

  1. Boa noite.

    Desejos , de uma noite agradável.
    Saúde, e saúde.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Célia eu sempre falo quem sabe, sabe, menina que inspiração maravilhosa, analogia perfeita, assim somos amiga, somos rochas firmes e vamos nos desgastando com a vida, mas o desgaste tira muito limo, que nos tornemos pedregulho mas que quem sabe consigamos um pouquinho de luz, beijos em tua alma Luconi

    ResponderExcluir
  3. Que possa ser feliz sem culpa ;) bjsss

    ResponderExcluir
  4. Triste esse poema, Célia. Mas muito bonito. Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Muito bom, Célia! Muito bem descrito. Duro mas belo.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Se a sua segunda-feira foi maçante, a terça cansativa, a quarta superfrenética, a quinta cheia de espinhos e sua sexta está fritando sua paciência... Então eu desejo que você tenha um Sábado fantástico e um Domingo cheio de coisinhas gostosas!

    Bom fim de semana!
    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  7. Profundo conhecimento em seus versos, Celia!Todos nós já fomos rocha um dia, se pensarmos um pouco na teoria da evolução. Achei lindo! bjs,

    ResponderExcluir
  8. Oi Célia, mais uma linda poesia para falar da evolução humana. Parabéns!! Grata pla visita, volte sempre. Bjuss

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.