sábado, 19 de julho de 2014

RUBEM ALVES...





"Golpes duros na vida me fizeram descobrir a literatura e a poesia. Ciência dá

 saberes à cabeça e poderes para o corpo. Literatura e poesia dão pão para

 corpo e alegria para a alma. Ciência é fogo e panela: coisas indispensáveis 

na cozinha. Mas poesia é o frango com quiabo, deleite para quem gosta... 

Quando jovem, Albert Camus disse que sonhava com um dia em que 

escreveria simplesmente o que lhe desse na cabeça." 



"A vida é o que fazemos com a nossa morte" ... RUBEM ALVES...



http://entretenimento.uol.com.br/noticias/redacao/2014/07/19/morre-aos-80-anos-o-escritor-rubem-alves.htm

"Meu Velório"

"... Vou ser cremado por não gostar de lugares fechados. As cinzas podem ser

soltas ao vento ou colocadas como adubo na raiz de uma árvore. Assim posso

virar nuvem ou flor. Um jantar para os amigos com sopa, vinho e Jack Daniels.

Será que no outro mundo há Jack Daniels? Ofício religioso, Deus me livre. 

Não quero que se digam palavras dizendo que fui para o céu. O céu me dá

calafrios. Mas gostaria que meus amigos ouvissem algumas das músicas que

amo. São muitas. Separei algumas..." 

[ Leia mais em "Ostra feliz não faz pérolas" - Rubem Alves - pág.: 259 - Morte]

************ 



12 comentários:

  1. Boa tarde, Célia. Uma grande perda, sem dúvida.
    O bom é que a obra do escritor é imortal, isso nos consola.
    Certamente ele encantará o céu.
    Bela homenagem.
    Tenha um fim de semana de paz.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  2. Mais uma triste perda!!! bjs praianos,chica

    ResponderExcluir
  3. Linda amiga Célia, ele deixa legado rico para todos nós que gostamos da vida, de ler e escrever, sentir, amar, perceber, o céu está em festa, "lá" nasceu mais uma estrela!
    Abraços amiga querida!

    ResponderExcluir
  4. Muito bom autor! Li muitos textos e bons de Rubem Alves como professora e como formadora de professores.

    Não sabia que tinha partido. Lamento muito.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Célia.

    Ontem e hoje, dois dias tristes para a literatura.

    Passando para deixar meu abraço.

    Amanhã, 20 de julho é um desses 365 dias do amigo e da amizade. Amigo presencial ou virtual, conhecido ou oculto, secreto, público; novo, antigo... Quem é bem mais que "coisa pra se guardar". Aquele que te curte no Facebook, segue no Twitter, comenta no Blog... Alguém para ser lembrado nesse domingo e em todos os dias.

    Felizes dias do amigo!

    ResponderExcluir
  6. Grande perda! Dizia ele: Toda separação é triste. Ela guarda memória de tempos felizes (ou de tempos que poderiam ter sido felizes....) e nela mora a saudade.

    ResponderExcluir
  7. Sigo contigo nesta enorme saudade, Célia.Ficamos mais órfãos hoje.O Grande mestre foi cuidar dos jardins celestes.Cabe a nós cuidarmos dos inúmeros jardins que ele aqui nos deixou.
    Um abraço,
    Calu

    ResponderExcluir
  8. Muito triste ter perdido Rubem Alves,um homem de grande sabedoria e escritor fantástico! Deixou muitas palavras que com certeza continuarão a fazer a cabeça das pessoas por muitas gerações. Uma bela homenagem! bjs,

    ResponderExcluir
  9. Gostei demais do "Meu Velório".
    Não preciso dizer mais nada...faria o mesmo. Ou farei?
    Meu carinho.

    ResponderExcluir
  10. Realmente, uma perda irreparável. O hospital em que ele faleceu fica a cinco quadras da minha casa... Abraços, Célia.

    ResponderExcluir
  11. Dá pra acreditar, Célia? E logo depois do Ubaldo. :(

    ResponderExcluir
  12. Bela homenagem Célia, muito triste, embora sabemos que ele é imortal através dos seus livros e escritos. Sou fã desse grande escritor.
    Abraços amiga, fica na paz de Deus.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.