quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Fábula do dia!




A Fadinha, o Playboy e a Tia Zangada...

Que desastre! A TV ontem promoveu uma sessão de descontinuidade e de tantas regras que o dito pelo não dito se tornou irrelevante.

A Fadinha promete com sua varinha mágica, endireitar o país apenas com a união de todos...

O Playboy, com todo o seu característico cinismo, implode o que ai está em uma verborragia romanceada do que somos, porque fomos os melhores...

A Tia Zangada se contorce toda com suas caretas pós-botox, hiperproduzida e maquiada, em sua ginástica poli dance para deixar esclarecido que, na floresta, o Rei Leão pode até estar zangado, mas aplaude contestando que tá tudo muito bem...
Mais triste ainda era vermos uma borboleta, que não sabia a que viera, e passarinhos desalojados que bicavam migalhas tentando gorjeios...

E, eu a tonta do lado de cá da telinha, achando que iria ver algo novo, diferente, contagiante e motivador para meu passeio às urnas, recebi bênçãos de um pastor e tentei conciliar o sono... ou pesadelo?  Durma-se com um barulho desses!!

Isso tudo... ao vivo e à cores.   

Socorro, minha gente, o Brasil é muito mais que esses que querem nos representar!

Célia Rangel.

8 comentários:

  1. rssss... Muito legal ! Não tive o desprazer de assistir esses protagonistas da fábula. Mas adorei e imagino BEM como foi!rs bjs, chica e lindo dia!

    ResponderExcluir
  2. Oiii Célia, que bom que esteve no blog, com a mudança eu perdi todos os links de blogs que eu mais visitava, agora já estou salvando novamente, é sempre uma alegria vir aqui! Adorei seu texto, eu assisti e fiquei desanimada viu, não dá p escolher nenhum deles p nos governar, que horror, o Playboy eu acho que fez curso de teatro viu, devia era ser ator kkk do resto nem falo que tristeza, onde iremos parar?? Bjossss

    ResponderExcluir
  3. Ai Celia,estamos sem opção,menina! Eu assisti a esse tormento de debate pra ver se sairia algo de bom,mas me decepcionei! Ótima sua cronica! bjs,

    ResponderExcluir
  4. Célia, você me fez rir..., as analogias que usou para expor suas impressões são geniais. E as conclusões sensacionais. Apesar de ter achado hilariante, lhe dou absoluta razão quando afirma: durma-se com um barulho desses!...
    Mesmo que antecipado, lhe deixo os meus votos de um ótimo fim de semana. E parabéns pelo magnífico e, infelizmente, realístico texto.

    ResponderExcluir
  5. Aqui são as mesmas patetices.
    Por isso, estou a ouvir Carl Nilson e uma das suas sinfonias...
    E já agora:
    Mais logo, às dez, vai ser apresentado o meu Circunciclo,
    na Feira do livro de S. Paulo.
    Beijinhos para si!

    ResponderExcluir
  6. Célia , espetacular sua crônica . Show de bola . Parabéns ! Abraços

    ResponderExcluir
  7. Fadinha, playboy e tia zangada! kkkkkkkkkk Acertou na mosca, Célia. Adorei. Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Bela(s) metáfora(s), Célia! De mais!!

    Beijinhos

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.