domingo, 7 de setembro de 2014

Cidadãos livres?

O Caminho da Vida

O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos.

A cobiça envenenou a alma dos homens... levantou no mundo as muralhas do ódios... e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e morticínios.

Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria.

Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco.

Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido.

Charles Chaplin





http://pensador.uol.com.br/autor/charles_chaplin/ 



5 comentários:

  1. Lindo e bem atual! bjs, linda semana,tuuuuudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Bom dia linda amiga Célia, bela escolha do texto, Chaplin era sensível demais, amava a vida e passava mensagens de amor, pois sem amor nada se pode fazer nessa vida minha amiga sempre querida!
    A tecnologia estava prevista até na bíblia, mas é preciso saber dosar!
    Abraços apertados e boa semana!

    ResponderExcluir
  3. Célia, acabaram de te descobrir, por lá! Foi a Marilene que te achou,rs bjs floridos, chica

    http://chicabrincadepoesia.blogspot.com.br/2014/09/e-hoje-as-flores-vao-para15.html

    ResponderExcluir
  4. Celia, Chaplin era um visionário! Grande pensamento sobre a humanidade! bjs,

    ResponderExcluir
  5. Oi, Célia! Não sou fã do Chaplin, mas gostei do texto. Beijos!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.