sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Legado de um poeta









Há um tempo em que

Fica a ternura da intimidade silenciosa

Com a elegância da mansidão soberba

De quem prefere não sentir

Apenas exprimir a existência.

 

Fica a ternura da comunhão de afetos

Infinitamente bela no cotidiano

Que não se perde, perpetua-se

Eternamente em vidas que fazem histórias

Versejando poesias ainda não vividas.

 

Fica a ternura no amanhã,

Já que o hoje foge, e o ontem se foi...

Só a esperança refletida no olhar do poeta

Saberá com palavras expressar sentimentos

Ainda que indescritíveis ele encontrará sentido.

 

Fica a ternura em sua memória coronariana

Que sem vaidade dialogará com o momento

Ainda que racional magicamente reveste em versos

Camuflando em máscaras suas emoções

Espargindo naturalmente sua razão de ser.

 

Célia Rangel

 

 

 

 

 

 

 

 

9 comentários:

  1. E fica também a Ternura depois de ler este lindo Poema

    ResponderExcluir
  2. Poetas deixam suas emoções, ainda que camufladas... LINDO! bjs, ótimo fds! chica

    ResponderExcluir
  3. Esse "versejando poesias ainda não vividas" é verdadeiramente a alma do poeta, que você bem retrata aqui, Célia. Você foi metapoética aqui. Gostei.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Que nosso fds seja regado de Ternura.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  5. Sempre resta um pouco do que se foi...Melhor que se resuma nas palavras sensíveis de um poeta.
    Belíssimo, Célia.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Celia,tão bonita homenagem aos poetas! Poetas espalham mesmo pura ternura em nossas vidas! bjs,

    ResponderExcluir
  7. Querida
    Costumamos dizer que amigos de verdade são os que estão ao seu lado em momentos dificeis...Mas nem todos os amigos estão do nosso lado, como desejamos. Podem está em sintonia com nossos pensamentos e morando em nossos corações . Amigos virtuais são assim, separados por uma telinha, na maioria das vezes de lugares bem distantes, mas próximos de nós , unidos por um sentimento de amizade tão real como os que já nos abraçaram a apertaram a nossa mão. Obrigada amiga por fazer parte da minha vida.
    Grata pela visita e comentários nas minhas postagens, seja sempre bem vinda.
    Abraços, uma noite abençoada e um amanhecer feliz.
    Lourdes Duarte.

    ResponderExcluir
  8. Mais inspirada do que nunca, hein, Célia! Parabéns!

    ResponderExcluir
  9. Querida Célia,
    durante a semana eu
    fico ausente da visitação de blogs que eu adoro,
    mas aos sabado tenho o maior prazer
    de me entregar ao simples ler , como faço agora.
    Deliciosa poesia .
    Lindo fim de semana,
    com carinho
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.