terça-feira, 7 de outubro de 2014

Minha Criança



cri.jpg   
A criança que existe em mim
Quer brincar, rir
Ser feliz, despretensiosa
Nenhum compromisso.
cri3.bmp
Quero ser Peter Pan, Cinderela,
Príncipe, Duende, Fadinha
Bruxa, Chapeuzinho Vermelho,
Branca de Neve, Emília, Dona Benta...
pipoca.bmp
Cantar as cantigas de roda
Jogar amarelinha, pique-pega...
Lambuzar-me todinha de doces,
Picolés e pirulitos de calda queimada,
Pipocas...
cri5.bmp
Rir com os palhaços no circo...
Prender a respiração com o globo da morte!
bicicleta.jpg
Quero ruas livres e correr com meus amigos.
Andar de rolimã e bicicleta sem medo algum.
família.bmp
Essa criança que existe em mim,
Com papai e mamãe – uma família -
Deveria existir em todos nós...
Pura... Infantil...
Livre... Autêntica...
Risonha... Feliz!
 
CéliaRangel


12 comentários:

  1. Lindo e assim deve ser mesmo a criança que em todos nós habita! bjs, de volta,chica

    ResponderExcluir
  2. ~
    ~ ~ Revejo-me em cada enternecedor e maravilhoso verso.

    ~ ~ Como é encantador o seu poema que nos transporta a uma idade pura, em que não conhecíamos a maldade do mundo e que permanece em nós para sempre.

    ~ ~ ~ ~ Dias lindos e felizes. ~ ~ ~ ~

    ResponderExcluir
  3. Oi Célia, bom dia!
    Que maravilha de querer. Como é bom deixar a criança que permanece em nós, fluir!
    Eu amo tudo isto!
    Beijos,
    Mariangela

    ResponderExcluir
  4. Oi Célia,passando para agradecer o comentário em meu poema,lá no evento do Viviani.
    bjs
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  5. Em criança, fazia de conta que era crescido; agora, o esforço é redobrado para nos tornarmos crianças. E isso é tão belo!...
    Por isso nos deixamos embalar por nos tornarmos Avós.
    Lindo, Célia



    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  6. Oi Célia
    Adorei sua poesia ilustrada sobre criança, pois é a melhor fase do ser humano.
    Visite meu blog infantil: Mundo dos Inocentes, tem banner no lua Singular do lado direito. Tem também uma poesia ilustrada que fiz há dias.
    Beijos no coração.
    Lua Singular
    Minha cidade ficou sem net quase a tarde todo, chegou agora.

    ResponderExcluir
  7. Eu queria ser bruxa e andar de carrinho de rolimã, Célia. Consegui os dois. :) Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oi Célia.
    Você logo saberá, tive uma infância inigualável e procurei viver com sabedoria todas as fases da minha vida e lhe digo, a infância para mim foi a melhor fase.
    Agora, o resto é lucro.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  9. OI QUERIDA
    Muito bom ser criança sempre. Agente cresce e fica chato.Parabéns ´postagem. Uma quinta feira feliz para ti.
    Ana

    ResponderExcluir
  10. Que pena! As crianças hoje não tem mais isto, que saudade! Feliz dia também para os adultos com alma de criança! Beijos

    ResponderExcluir
  11. Celia, que maravilhosa poesia que nos remete ao universo infantil! Sábias travessuras! bjs,

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.