quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Refazendo...








 

Descobrir formas, olhar fixo no céu,

Brincar com os desenhos na dança das nuvens

Que, juntas ou solitárias abrem espaços,

Mutantes e volúveis na imaginação!

Embalar em fantasias, imagens, volúpias, sonhos,

Apoteóticos momentos mentalmente acumulados e esvaziados.

Associar vidas e o amontoado de entulhos mentais,

Infestados labirintos disformes, desbotados,

E ainda assim, venerados!

Sentimentos, amores, dores que não servem para mais nada...

Assim, como as plantas podar para fortalecer e renovar,

Abrir novos caminhos, aos que ficaram obsoletos.

Que o limite seja o agora, e as alegrias volumosas.

Só assim, desfrutar de um novo tempo,

Purificado pelo efeito da água cristalina

Despejada por generosas nuvens...

Herdar energia e doar afetos,

Desfazer tempestades emocionais.

Resgatar a identidade de momentos azuis...

Hoje!

 

Célia Rangel

18 comentários:

  1. Bom dia, Célia.
    Belíssimo o seu poema.
    A renovação é necessária em todos os sentidos da vida.
    Recomeçar, focar a nossa atenção no tempo que se chama hoje sem dar formas ao que não existe e com isso sofer, vale e valerá sempre muito a pena.
    Quantas tempestades nos assolam por tanto tempo parecendo infindáveis?
    Pois é, mas as nuvens carregadas passam e a nova luz energética vem e assim odemos olhar de uma outra maneira para a vida.
    Adorei.
    Tenha um abenoado mês de paz.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo, bem profundo! bjs praianos,chica

    ResponderExcluir
  3. Todos os dias precisamos renovar e mudar =)

    ResponderExcluir
  4. Gostei desse "Hoje!" final, Célia. Enfatiza a urgência necessária. Tenho uma paixonite pelas nuvens e suas representações. Esse post começou me conquistando pela foto. Quando parei de namorá-la e cheguei às palavras, o encantamento foi inevitável. Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Palavras instigantes, Célia. Desejos acalentados, como doar afetos, desfazer tempestades emocionais e resgatar a identidade de momentos azuis. Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Um poema repleto de metáforas de difícil leitura, parabéns pela complexidade poética. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  7. Celia, que belo poema! As nuvens no céu nos inspiram e nada como a renovação! bjs,

    ResponderExcluir
  8. ~
    ~ ~ O que mais admiro na sua poesia é o positivismo e a sua capacidade estimulante.

    ~ ~ Construamos e disfrutemos um novo tempo renovado e purificado.

    ~ ~ ~ ~ Dias primaveris suaves e deliciosos. ~ ~ ~ ~

    ResponderExcluir
  9. Oi Célia, adorei o post e a imagem!!
    Tenha uma ótima semana, beijos!!

    ResponderExcluir
  10. Gosto muito do seu estilo de compor porque você fala de coisas do nosso ver, mas de uma maneira tão discreta que nos leva a pensar e meditar naquilo que está sendo proposto através de suas belas letras.Parabéns!
    Abração.

    ResponderExcluir
  11. Olá, Célia.

    Transformar, recriar, reinventar, imaginar, metamorfosear, ressignificar, contextualizar... Enfim: Viver.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  12. Bravo,

    Estou de pé te aplaudindo.........perfeito!

    Bjos

    ResponderExcluir
  13. Bom dia Célia,
    A idade é a voz da experiência, já me enfiei de cabeça em quase todas as emoções do seu lindo texto.
    Obrigada pelo carinho
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  14. "Herdar energia e doar afeto..."
    Fiquei sua fã, Célia, e foi através do nosso amigo Viviani que tive a felicidade de te conhecer. Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Olá Célia.
    Passei para conhecer seu espaço e vou ficar.
    Hoje é sempre um novo dia!
    Adorei!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Oi Célia
    Passando para lhe desejar um ótimo fim de semana
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  17. Outro belo poema... Edificante! Abençoado domingo, desejo a vc! Saudações!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.