sábado, 15 de novembro de 2014

Ousadia




 

Hoje eu quero apagar a luz e ir

tateando espaços sombrios,

topando com obstáculos e sair,

para não mais voltar.

 

Quero voar longe...

libertar os pensamentos,

destituir a tristeza do coração,

já não há morada para ela.

 

Toquei-me pela paixão de viver,

embriaguei-me com doces momentos,

levarei comigo nenhuma saudade,

aqui fiz... aqui deixei...

 

Minha bagagem é para somente ir...

nas asas de um pássaro,

e, que no reencontro,

eu entenda o meu existir por você.

 

Célia Rangel

11 comentários:

  1. Entender... Um fato sempre difícil!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Olá, querida Célia
    O outro nos ajuda sim a nos entendermos...
    Um ótimo Domingo...
    Bjm fraternal

    ResponderExcluir
  3. Profundos, lindos teus versos,Célia! Beleza de poesia! bjs, chica

    ResponderExcluir
  4. O Amor verdadeiro é assim.
    Deixar tudo o que nos tem presos á Terra e voar, sentindo a despegada prisão a ficar para trás.
    Gostei demais.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  5. Um curso, um caminhar, um descobrimento... e no final fica uma reflexão.
    Lindo Célia, beijos e uma boa semana; o iniciar novamente...

    ResponderExcluir
  6. Oi querida, lindo post!
    beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde querida célia
    Linda poesia, temos mesmo que sermos ousadas, voar alto mesmo que em algumas situações nossas asas estejam quebradas.
    Desejo a você um final de tarde lindo e uma noite abençoada e a cada manhã, você sinta em seu coração a certeza de que a vida lhe espera de braços abertos, para receber suas expectativas e realizá-las uma a uma.
    Abraços da amiga Lourdes Duarte
    http://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/
    http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. E no dia final, tudo o mais fica. Belíssima poesia. Feliz semana.

    ResponderExcluir
  9. Quem me dera ser capaz de uma evasão dessas, Célia!

    Muito sentidos os seus poemas!

    Beijinhos e boa semana.

    ResponderExcluir
  10. ~ Todos temos dias assim. O poema está belo e expressivo, mas prefiro e admiro mais o seu canto positivo, vibrante e incentivador.

    ~ ~ ~ Que lhe cheguem, céleres, dias brilhantes e inspiradores. ~ ~ ~

    ResponderExcluir
  11. Lindo poema! Devíamos ser com as águias que voam que se recolhem quando sente que sua vida se vai! Beijão

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.