quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Decreto de Natal

Mensagem de Natal

Fica decretado que, neste Natal, em vez de dar presentes, nos faremos presentes junto aos famintos, carentes e excluídos. Papai Noel será malhado como Judas e, lacradas as chaminés, abriremos corações e portas à chegada salvífica do Menino Jesus.


Por trazer a muitos mais constrangimentos que alegrias, fica decretado que o Natal não mais nos travestirá no que não somos: neste verão escaldante, arrancaremos da árvore de Natal todos os algodões de falsas neves; trocaremos nozes e castanhas por frutas tropicais; renas e trenós por carroças repletas de alimentos não perecíveis; e se algum Papai Noel sobrar por aí, que apareça de bermuda e chinelas.


Fica decretado que cartas de crianças só as endereçadas ao Menino Jesus, como a do Lucas, que escreveu convencido de que Caim e Abel não teriam brigado se dormissem em quartos separados; propôs ao Criador ninguém mais nascer nem morrer, e todos nós vivermos para sempre; e, ao ver o presépio, prometeu enviar seu agasalho ao filho desnudo de Maria e José.


Fica decretado que as crianças, em vez de brinquedos e bolas, pedirão bênçãos e graças, abrindo seus corações para destinar aos pobres todo o supérfluo que entulha armários e gavetas. A sobra de um é a necessidade de outro, e quem reparte bens partilha Deus.


Fica decretado que, pelo menos um dia, desligaremos toda a parafernália eletrônica, inclusive o telefone e, recolhidos à solidão, faremos uma viagem ao interior de nosso espírito, lá onde habita Aquele que, distinto de nós, funda a nossa verdadeira identidade. Entregues à meditação, fecharemos os olhos para ver melhor.


Fica decretado que, despidas de pudores, as famílias farão ao menos um momento de oração, lerão um texto bíblico, agradecendo ao Pai de Amor o dom da vida, as alegrias do ano que finda, e até dores que exacerbam a emoção sem que se possa entender com a razão. Finita, a vida é um rio que sabe ter o mar como destino, mas jamais quantas curvas, cachoeiras e pedras haverá de encontrar em seu percurso.


Fica decretado que arrancaremos a espada das mãos de Herodes e nenhuma criança será mais condenada ao trabalho precoce, violentada, surrada ou humilhada. Todas terão direito à ternura e à alegria, à saúde e à escola, ao pão e à paz, ao sonho e à beleza.


Fica decretado que, nos locais de trabalho, as festas de fim de ano terão o dobro de seus custos convertido em cestas básicas a famílias carentes. E será considerado grave pecado abrir uma bebida de valor superior ao salário mensal do empregado que a serve.

 Como Deus não tem religião, fica decretado que nenhum fiel considerará a sua mais perfeita que a do outro, nem fará rastejar a sua língua, qual serpente venenosa, nas trilhas da injúria e da perfídia. O Menino do presépio veio para todos, indistintamente, e não há como professar o “Pai Nosso” se o pão também não for nosso, mas privilégio da minoria abastada.



Fica decretado que toda dieta se reverterá em benefício do prato vazio de quem tem fome, e que ninguém dará ao outro um presente embrulhado em bajulação ou escusas intenções. O tempo gasto em fazer laços seja muito inferior ao dedicado a dar abraços.


Fica decretado que as mesas de Natal estarão cobertas de afeto e, dispostos a renascer com o Menino, trataremos de sepultar iras e invejas, amarguras e ambições desmedidas, para que o nosso coração seja acolhedor como a manjedoura de Belém.


Fica decretado que, como os reis magos, todos daremos um voto de confiança à estrela, para que ela conduza este país a dias melhores. Não buscaremos o nosso próprio interesse, mas o da maioria, sobretudo dos que, à semelhança de José e Maria, foram excluídos da cidade e, como uma família sem-terra, obrigados a ocupar um pasto, onde brilhou a esperança.

Frei Betto é escritor, autor de vários livros e assessor de movimentos sociais.

http://www.freibetto.org 
                                                       





11 comentários:

  1. OI CÉLIA!
    LENDO ESTE TEXTO, ME DEI CONTA DO QUANTO O NATAL VIROU UM EMARANHADO DE COMPROMISSOS E NORMAS, FICANDO A VERDADEIRA ESSÊNCIA COMPLETAMENTE FORA DA COMEMORAÇÃO.
    EU, COM FILHOS JÁ TODOS CASADOS, SÓ FAÇO UMA EXIGÊNCIA ANUAL, PASSARMOS O NATAL TODOS JUNTOS É CLARO QUE OS ANIVERSÁRIOS SÃO IMPORTANTES E PASSAMOS JUNTOS, MAS O NATAL É ESPECIAL E O QUE FAÇO, PARA TORNAR A NOITE UM POUCO MAIS "VERDADEIRA", LEIO, COMO FOI O NATAL ANTERIOR, QUEM ESTAVA O QUE ACONTECEU E COM ISSO TORNO O ENCONTRO MAIS FAMILIAR E MENOS COMERCIAL, EMBORA NINGUÉM SE FURTE A PRESENTEAR, MAS ENFIM, AO MENOS FICAMOS TODOS JUNTOS.
    CONCORDO QUE CADA UM DE NÓS FAZENDO UM POUCO, PODERÍAMOS TORNAR O NATAL DE MUITOS UM POUCO MELHOR.
    AMIGA, QUERO HOJE TE AGRADECER PELA IMPORTANTE COMPANHIA NESTE ANO QUE JÁ FINDA E DEIXAR MEUS VOTOS DE QUE TEU NATAL SEJA ABENÇOADO E QUE O PASSES COM MUITA ALEGRIA E AMOR, JUNTO AOS TEUS ENTES QUERIDOS.
    "feliz natal"
    abrçs

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ótima escolha para refletirmos sobre o Natal, o engraçado é que até na aula de metafísica na faculdade podemos refleti-lo hehe
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. ~ Um conjunto de normas inteligentes, justas e edificantes. ~

    ~ ~ Que bom seria realizarem-se! ~ ~

    ~ ~ ~ Abraço amigo. ~ ~ ~

    ResponderExcluir
  4. Oi querida amiga, lindo post!
    Que o seu Natal seja maravilhoso!
    Tenha uma excelente semana, beijos!!

    ResponderExcluir
  5. Belo Manifesto!! Subscrevo em grande, grande parte!

    Feliz Natal (sem neve de algodão...)

    ResponderExcluir
  6. Célia estou chegando menina, fiquei afastada quase mês os netinhos me fazem cortar um doze, só de noitão agora tenho tempo, até uns três dias atrás não, porque o Lorenzo chorava muito, tadinho do meu menininho tão pequenino, mas agora melhorou e eu posso ao menos de noitão visitar os amigos,também já programei algumas postagens. Menina que texto mais lindo que este decreto seja lavrado na alma de todos os humanos, bjos Luconi

    ResponderExcluir
  7. Que bonito, Célia! Seu bom gosto na escolha deu um show. Beijos!

    ResponderExcluir
  8. hahahaha, assino muitas vezes embaixo!!! Nunca tinha lido nada tão inteligente, chega a ser engraçado porque as coisas do decreto são óbvias, Célia! Mas ninguém pára pra escrever isso. Ficam enrolados com o peru, a salada, as bebidas, as castanhas os presentes. Enfim, tudo que é supérfluo. Eu não aguento mais essas festas!! E tenho seguidores na minha família. Aqui e em várias partes do mundo as pessoas se matando, numa demonstração da barbárie medieval, enquanto outros comprando presentinhos e tomando champanhe. Quanta hipocrisia há nessa festa! Não tem mais sentido nenhum a não ser nos empurrarem horrores de bagulhos!
    Beijo, querida Célia, desejo ou não desejo a você um Feliz Natal? rssss, depois desse decreto já não sei mais nada...

    ResponderExcluir
  9. OI CÉLIA
    Que decreto maravilhoso. Muito bom esse texto para pensarmos.FELIZ NATAL! UM ANO NOVO DE FÉ E SUCESSO!

    Um bj
    Obrigado pelo carinho da tua amizade e visita.
    Ana

    ResponderExcluir
  10. Querida amiga, sei que a sua árvore já está montada, mas, para acrescentar algo mais na sua, trouxe uma parte da minha . Estou me antecipando nas visitas, festas, visitas e na chegada do ano novo, estarei mais ausente. Meu marido fará uma cirurgia, concluindo os exames e provavelmente nessas férias ele será cirurgiado. Cuidar da saúde dele é importante. Estou organizando as postagens para facilitar, quanto as visitas farei quando for possível.
    Pedirei a Deus que tudo de certo e que o ano novo seja abençoado para todos nós.
    Desejo-te neste natal e no ano vindouro:
    Paz
    União
    Alegrias
    Esperanças
    Amor. Sucesso
    Realizações Luz
    Respeito Harmonia
    Saúde Solidariedade
    Felicidade Humildade
    Confraternização Pureza
    Amizade Sabedoria Perdão
    Igualdade Liberdade. Boa - Sorte
    Sinceridade Estima.Fraternidade
    Equilíbrio Dignidade Benevolência
    Fé Bondade. Paciência. Gratidão Força
    Tenacidade Prosperidade Reconhecimento
    Um Natal iluminado
    pela luz do menino
    Jesus
    E que esta Luz se estenda iluminando a sua vida e da sua família
    Em 2015, para que a felicidade reine em seu lar.obrigada por ter estado comigo neste mundo virtual, alegrando o meu viver e que possamos continuar a nossa missão no ANO NOVO!
    FELIZ NATAL ! E UM ANO NOVO ABENÇOADO.
    São os votos da amiga Lourdes Duarte.
    http://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/
    http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/
    Prof Lourdes Duarte http://pensador.uol.com.br/colecao/lourdesduarte/
    https://www.youtube.com/channel/UCaYuH232flzuEJPUlAD2HvQ

    ResponderExcluir
  11. Bom dia Célia,
    Só tenho a agradecer o decreto maravilhoso que nós traz, cada vez mais lógico nos tempos que vivemos de fome, doença, desamor, hipocrisia, corrupção e guerra.
    É com satisfação que constato que, cada vez mais, por parte de pessoas com sensibilidade apurada, há um maior afastamento das "convenções de massas", com um combate à superficialidade do momento, e uma busca do que verdadeiramente vale a pena. Só a lamentar que ainda que muitos, seremos insuficientes para fazer uma mudança a curto prazo, de maneira a que ainda possamos observá-la em vida, mas fica a esperança de que essa se faça. Enquanto conseguirmos a mudança à nossa volta, e a consciencialização dos nossos, já é bom :)

    Bjo amigo

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.