quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Deixa acontecer naturalmente...

 
 
Deixa acontecer naturalmente
Eu não quero ver você chorar
Deixa que o amor encontre a gente
Nosso caso vai eternizar

Deixa acontecer naturalmente
Eu não quero ver você chorar
Deixa que o amor encontre a gente
Nosso caso vai eternizar

Você já disse que me quer
Pra toda a vida, eternidade
Quando está distante de mim
Fica louca de saudade
Que a razão do seu viver
Sou eu

Está tudo bem, eu acredito
Eu não tô duvidando disso
Só que eu tenho muito medo
De me apaixonar
Esse filme já passou na minha vida
E você tá me ajudando a superar
Eu não quero ser um mal na sua vida

Deixa acontecer naturalmente
Eu não quero ver você chorar
Deixa que o amor encontre a gente
Nosso caso vai eternizar
 
 

FELIZ 2015 COM MUITO AMOR


segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Previsões? Nós as faremos!




Unindo um ano que se finda
a outro que misteriosamente chega
permito-me alcançar a completude do prazer.


Entrego-me ao milagre da vida
do nascer, morrer e renascer
para além de toda individualidade.


Também sou divina: - sou cria e crio.
Minha força vital, nem sempre sedutora,
anseia por contato, aconchego, intimidade.


Entre a energia física e a espiritual
transito com a velocidade do tempo
em que vivo, sonho e realizo.


Comungo um olhar, uma voz, um rosto,
gestando em palavras, ternuras infindas
sempre encaminhadas, nunca engavetadas.


Foi longo e feliz o caminho até hoje
fecharei os olhos e, ao abri-los
celebraremos juntos um novo tempo
de cumplicidades!


Célia Rangel
Feliz 2014 / 2015

domingo, 28 de dezembro de 2014

Apenas, Ele...




 

Deus sonhou pra mim,

e eu não pedi.

 

Deus colocou-me caminhos,

e eu não pedi.

 

Deus me fez gente,

e eu não pedi.

 

Deus me ouviu,

e eu não pedi.

 

Deus me enxergou,

e eu não pedi.

 

Deus me carregou no colo,

e eu não pedi.

 

Em devaneios tive amores,

e eu não pedi.

 

Então...

Como gente liberto-me da autossuficiência,

ouço e vejo a misericórdia do Criador,

aceito-me em processo de libertação,

e, em infinita experiência amorosa,

aprimoro-me renascendo das minhas misérias...

 

 

Célia Rangel

 

Feliz 2015




sábado, 20 de dezembro de 2014

Obrigada!

Você que dedicou tempo precioso de sua vida para ler, refletir e opinar no Blog Até hoje, quero agradecer por sua inestimável contribuição. Sua presença foi marcada pela afetividade, pela sabedoria, pela generosidade em gestos simples de presença amiga. Que as bênçãos do Natal sigam-no por todo Ano Novo e juntos ‘rabiscaremos’ almas e corações!
Abraços,
Célia Rangel


quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Decreto de Natal

Mensagem de Natal

Fica decretado que, neste Natal, em vez de dar presentes, nos faremos presentes junto aos famintos, carentes e excluídos. Papai Noel será malhado como Judas e, lacradas as chaminés, abriremos corações e portas à chegada salvífica do Menino Jesus.


Por trazer a muitos mais constrangimentos que alegrias, fica decretado que o Natal não mais nos travestirá no que não somos: neste verão escaldante, arrancaremos da árvore de Natal todos os algodões de falsas neves; trocaremos nozes e castanhas por frutas tropicais; renas e trenós por carroças repletas de alimentos não perecíveis; e se algum Papai Noel sobrar por aí, que apareça de bermuda e chinelas.


Fica decretado que cartas de crianças só as endereçadas ao Menino Jesus, como a do Lucas, que escreveu convencido de que Caim e Abel não teriam brigado se dormissem em quartos separados; propôs ao Criador ninguém mais nascer nem morrer, e todos nós vivermos para sempre; e, ao ver o presépio, prometeu enviar seu agasalho ao filho desnudo de Maria e José.


Fica decretado que as crianças, em vez de brinquedos e bolas, pedirão bênçãos e graças, abrindo seus corações para destinar aos pobres todo o supérfluo que entulha armários e gavetas. A sobra de um é a necessidade de outro, e quem reparte bens partilha Deus.


Fica decretado que, pelo menos um dia, desligaremos toda a parafernália eletrônica, inclusive o telefone e, recolhidos à solidão, faremos uma viagem ao interior de nosso espírito, lá onde habita Aquele que, distinto de nós, funda a nossa verdadeira identidade. Entregues à meditação, fecharemos os olhos para ver melhor.


Fica decretado que, despidas de pudores, as famílias farão ao menos um momento de oração, lerão um texto bíblico, agradecendo ao Pai de Amor o dom da vida, as alegrias do ano que finda, e até dores que exacerbam a emoção sem que se possa entender com a razão. Finita, a vida é um rio que sabe ter o mar como destino, mas jamais quantas curvas, cachoeiras e pedras haverá de encontrar em seu percurso.


Fica decretado que arrancaremos a espada das mãos de Herodes e nenhuma criança será mais condenada ao trabalho precoce, violentada, surrada ou humilhada. Todas terão direito à ternura e à alegria, à saúde e à escola, ao pão e à paz, ao sonho e à beleza.


Fica decretado que, nos locais de trabalho, as festas de fim de ano terão o dobro de seus custos convertido em cestas básicas a famílias carentes. E será considerado grave pecado abrir uma bebida de valor superior ao salário mensal do empregado que a serve.

 Como Deus não tem religião, fica decretado que nenhum fiel considerará a sua mais perfeita que a do outro, nem fará rastejar a sua língua, qual serpente venenosa, nas trilhas da injúria e da perfídia. O Menino do presépio veio para todos, indistintamente, e não há como professar o “Pai Nosso” se o pão também não for nosso, mas privilégio da minoria abastada.



Fica decretado que toda dieta se reverterá em benefício do prato vazio de quem tem fome, e que ninguém dará ao outro um presente embrulhado em bajulação ou escusas intenções. O tempo gasto em fazer laços seja muito inferior ao dedicado a dar abraços.


Fica decretado que as mesas de Natal estarão cobertas de afeto e, dispostos a renascer com o Menino, trataremos de sepultar iras e invejas, amarguras e ambições desmedidas, para que o nosso coração seja acolhedor como a manjedoura de Belém.


Fica decretado que, como os reis magos, todos daremos um voto de confiança à estrela, para que ela conduza este país a dias melhores. Não buscaremos o nosso próprio interesse, mas o da maioria, sobretudo dos que, à semelhança de José e Maria, foram excluídos da cidade e, como uma família sem-terra, obrigados a ocupar um pasto, onde brilhou a esperança.

Frei Betto é escritor, autor de vários livros e assessor de movimentos sociais.

http://www.freibetto.org 
                                                       





terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Despretensiosamente



Sol iluminador, vital...


Lua namorada, Sol apaixonado...


Criança feliz, gargalhada garantida...


Chuva, lágrimas do céu...


Suavidade, brisa no rosto...


Menos um ano, revisão de vida...


Mais um ano, projeções para a vida...


Orar, fortalecer mente e coração...


Você, eterno projeto...


Colher palavras, distribuir afetos...


Gratidão, sempre.


 


Célia Rangel.




segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Fazê-lo novo a cada novo ano!


Natal – cidade natal: onde ocorreu o nascimento de alguém ou algo; festa do nascimento de Jesus. (Houaiss)

A minha árvore de Natal há muito foi plantada. É cultivada diariamente. Procuro enfeitá-la com orações, boas ações e muita fé naquilo em que creio profundamente.

Não sou adepta aos “enfeites comprados”. Isso é comércio. É compra e venda. É lucro. Enfeita-se externamente o que internamente está triste, melancólico, embolorado! Ato hipócrita.

Luzes! Estrelas! Bolas! Papais-noéis! Anjinhos! Sinos entoando cânticos comoventes... corações enternecidos! Com curto prazo de validade! Dezembro tão somente... depois cada um por si...

As doações! Esse item então é ilusório! Abrimos armários e tudo o que não nos serve mais, é doado... Quanta magnanimidade! Alimentos, roupas, apenas nesse mês. Depois, passem fome, frio!

As mensagens natalinas tornam-se chavões! Durante o ano todo muitas vezes nos esquivamos de dirigirmo-nos com palavras ternas ao nosso semelhante, ao nosso colega de trabalho, ao nosso vizinho. Nem um cumprimento pelo menos! Ouvi-lo? Acolhê-lo? Achamos estressante.

Isso é celebrar o Natal?

Sendo uma data símbolo de nascimento, então que pulse em nossos corações por toda nossa existência a Vida em abundância para que possamos ser felizes aqui e agora. Sempre! Não apenas em uma data!

Precisamos de um dia para celebrar CRISTO no meio de nós? Se assim o for... que falta de fé! Envergonho-me de ser cristão!

Célia Rangel



sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Balanço Geral





Já não faço listas de normas a seguir, de projetos a realizar... Vivo cada momento em toda a sua intensidade. Usufruo dos bons e os piores deleto-os. A cada dia renovo pensamentos e atitudes. Rotina estressa demais. Rio e muito de mim, das artes aprontadas divertindo-me muito bem em minha companhia. Danço. Canto. Leio em voz alta. Assusto as paredes e janelas. 

Se as memórias são flexíveis, o futuro também deve seguir a mesma linha de pensamento. Nele não me projeto de forma alguma. O que vier será um grande lucro. Meus textos redigidos dão-me a oportunidade de expressar sentimentos em qualquer dimensão da vida. Os livros, a música, a poesia, os grandes autores, a amizade visceral, o poder ler, o ouvir, o falar, o enxergar são divinos patrimônios que me enriquecem em todos os momentos.

Em determinadas situações em que perdemos o controle, bom mesmo é deixarmos o sábio tempo enveredar pelos labirintos dos acontecimentos. Uma pausa, um meditar, um orar, uma palavra amiga silenciosa... Ah! O silêncio – grande companheiro para tais momentos.

Valorizarmo-nos cada vez mais, com atitudes simples de autocontrole e muita autoestima. De nada adianta querermos afogar nossas mágoas. Pois rapidinho elas, danadas como só, logo buscam aprender a nadar... Assim nada se resolve. E, detalhe, se dermos espaço, elas habitam entre nós, ocupando um enorme espaço da nossa longevidade, sem nenhum ônus para as mesmas. Sempre teremos sanguessugas ao nosso redor. Além dos bichos preguiças para mudarmos suas lentes e olhar a vida de outro prisma. Muita prudência para não perdermos nossa identidade.  Precavemo-nos e nossa autoestima se fortalecerá. Há certos pesos mortos que não nos dizem respeito. Seletividade é a melhor saída.

Considero-me mulher pronta, vivida e, lapidando-me sempre para o que vivo. Não desisto, persisto. Até porque, aprendi que, praticar o saber amar, é a única maneira de garantir uma vida pessoal bem mais saudável, assim como, um planeta melhor para todos.

Creio!

Célia Rangel.






 

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Natal diário...


Na divindade mágica do nascer e,

Amar viver na quietude da simplicidade,

Timbro o Natal diário e autêntico no coração,

Acarinhando tempo precioso e pessoas amorosas...

Libertando-me com sabedoria das decepções humanas.

 

Célia Rangel

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Em tempos de revisão... mais um bom texto!


Terapia da coragem diária

Linus Mundy, Paulus, 2002

  1. Coragem, literalmente, deriva da palavra latina “cor” – coração, ter coração. Seu oposto não é covardia, mas falta de coração. Tenha coração e acredite em si mesmo, e você sempre será corajoso.
  2. Coragem, em sua forma mais pura, significa tomar posição em favor do amor – o amor a Deus, ao próximo e a si mesmo. Não esqueça nenhum dos três.
  3. A coragem lhe dá forças para defender aquilo que você acredita que está certo e para viver de acordo com suas crenças. Firme-se nos seus valores e mantenha-se leal a eles diante dos desafios.
  4. Enfrentar os outros pode ser difícil, mesmo quando você acredita que sua posição é a correta e que suas convicções são firmes. Lembre-se de que a virtude a ser praticada nessas situações é o respeito – incluindo o respeito a si mesmo.
  5. Coragem significa ousar deixar que seu eu verdadeiro se torne conhecido e vulnerável. Quando você se arrisca a deixar seu eu verdadeiro manifestar-se você se torna vivo e inteiro aos seus próprios olhos e aos olhos dos outros.
  6. Ser corajoso significa ir audaciosamente a lugares onde ninguém foi antes, ou pelo menos onde você nunca esteve antes. Dê um pequeno passo hoje, mesmo que isso signifique apenas acrescentar um lembrete na sua lista de “Coisas a Fazer”.
  7. Coragem significa correr riscos mesmo quando isso signifique mergulhar na ansiedade do desconhecido. Aja com fé.
  8. A coragem lhe permite transformar as crises em oportunidades, os problemas em possibilidades. Veja as situações em termos de soluções e ações, e não em termos de perigos e ameaças.
  9. Nem todas as coisas merecem nosso esforço ou nossa ousadia. Nem tudo é uma competição, em que você deve ganhar ou perder. Em primeiro lugar, conheça a si mesmo, e aquilo em que você mais firmemente acredita. Então você saberá pelo que vale a pena lutar com todo o seu denodo.
  10. O medo é natural, e embora ele possa parecer um inimigo natural, ele também pode ser um amigo que o protege fisicamente, o educa e o motiva de outras formas. Respeite o medo por todo o seu bem e por todo o seu mal, e você encontrará a coragem para lidar com ele.
  11. Você pode saber mais sobre a coragem do que pensa que sabe. Reserve um tempo para identificar e avaliar as muitas maneiras que mostram que você é corajoso.
  12. Faça uma lista das coisas simples que no passado o ajudaram a lhe dar coragem: uma frase, um ditado, uma oração, um exercício físico ou mental, um livro ou artigo, uma lembrança ou uma experiência. Partindo dessas fontes confiáveis, amplie a lista e reflita sobre os itens elencados.
  13. Às vezes as pessoas não alcançam os objetivos, não porque tenham tentado e fracassado, mas porque o medo de fracassar as impediu de tentar realmente. Coragem significa ousar cometer erros e aprender com eles. Ouse errar.
  14. Os sonhos permanecem apenas sonhos até que você entre em ação para perseguir seu chamado especial. Respeite o seu chamado, e a coragem o acompanhará.
  15. Por mais diligentemente que você os persiga, pode ser que alguns sonhos nunca se realizem. É preciso coragem para admitir isso. Congratule-se por encarar a realidade – e então descubra os muitos novos sonhos que o mundo ainda lhe reserva.
  16. Quando os riscos que você assume afetam as pessoas que você ama, analise esses riscos. Existem maneiras de respeitar as necessidades de todos os envolvidos sem comprometer seus princípios norteadores.
  17. Em se tratando de coragem, não há problema em pensar pequeno. Quando a vida está na maior escuridão, a menor coragem emite uma grande luz.
  18. Não confunda nervosismo com falta de determinação, nem sentir medo com falta de coragem. Você ainda pode ser corajoso quando não se sente corajoso. A coragem não elimina o medo; ela o enfrenta e o transcende.
  19. Às vezes você precisa dar um salto de fé e confiar que um poder divino está aí para ajudar. Um modo seguro de Deus segurar a sua mão é você segurar a mão de Deus.
  20. Sua coragem pode ser uma inspiração para os outros, talvez mesmo a inspiração para mudar vidas. Não subestime o poder do seu exemplo.
  21. A coragem exige prática. Com cada ato de coragem, você fica mais corajoso. Treine para ser corajoso tentando pouco a pouco, incessantemente.
  22. A coragem não necessariamente torna as coisas fáceis, mas pode torná-las possíveis. Não procure a coragem que ela lhe dê conforto e segurança. Procure-a para que ela lhe traga resultados.
  23. A coragem pode ir e vir. Às vezes, rezar e esperar pela próxima provisão pode mantê-lo na jornada.
  24. É bom saber que você não está sozinho quando sente medo ou reluta em assumir um risco. Exponha seus medos a alguém de sua confiança.
  25. Um dos melhores jardins onde a coragem pode florescer é um jardim de surpresas. Exercite a atitude de não precisar saber o que vai acontecer na sequência. Pratique a confiança.
  26. Aprenda a coragem com a natureza. Animais, plantas e outros seres vivos e selvagens de todas as espécies e estirpes conhecem a arte de aproveitar as oportunidades. Aproveite com eles.
  27. Aprenda a coragem com as crianças. Elas sabem naturalmente que o fato de pensar demais às vezes pode inibir a ação.
  28. As crianças também nos ensinam que o verdadeiro poder não é um produto apenas de tamanho, de força física ou de determinação. Existem Davis e Golias, e lebres e tartarugas em todas as culturas, comunidades e famílias; podemos aprender com todos eles.
  29. Examine o que você diz a si mesmo sobre uma situação ou acontecimento temido ou ameaçador. Você sempre pode escolher o que dizer a si mesmo, e o que você disser moldará os seus sentimentos.
  30. Agir forçadamente e agir corretamente nem sempre são a mesma coisa. Não confunda coragem com força bruta. Às vezes somente a força interior precisa ser exercitada.
  31. A coragem é dada não apenas a guerreiros intrépidos no campo de batalha ou aos que realizam grandes e notáveis feitos de valor. A coragem é um presente oferecido por Deus a todos os que se dispõem a recebê-lo.
  32. A coragem é uma virtude diária. Você pode ser corajoso tanto saindo da cama de manhã cedo como partindo para enfrentar dragões.
  33. Você pode ser corajoso em passos pequenos e medidos. Você não precisa fazer tudo, e tudo de uma vez, com toda a força, imediatamente. Apenas faça o que vem a seguir.
  34. A certeza do amor pessoal de Deus por você às vezes pode ser a única constante em sua vida para ajudá-lo a prosseguir. Não perca de vista esse amor.
  35. A “coragem” – com o seu significado latino, “coração” – está no centro do seu ser. Amplie continuamente sua capacidade para a coragem, ampliando continuamente o seu coração.  

 

 

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Eterno, se verdadeiro...

O Amor pelos Amigos

"Qual é a arte de uma boa amizade?
Se quiser ser amado, ame." (Publio Siro)

"Para o mundo você pode ser só uma pessoa,
porém para uma certa pessoa você pode ser o mundo." (Brandi Snyder)

"Guarde seu amigo
sob a chave de sua própria vida." (William Shakespeare)

"Não caminhe na minha frente, porque
eu posso não segui-lo.
Não caminhe atrás de mim, não poderia guia-lo.
Caminhe do meu lado e sejamos amigos." (Albert Camus)

"Um amigo conhece a música do seu coração
e canta para você quando a sua memória falhar." (Donna Roberts)

"Um irmão pode não ser um amigo,
porém um amigo sempre será um irmão." (Benjamin Franklin)

"O caminho para a casa do amigo
nunca é longo." (Provérbio Dinamarquês)

"Algumas pessoas se refugiam nos sacerdotes;
outras, na poesia; eu me refugio nos amigos."(Virginia Woolf)

"A amizade é mais difícil e mais rara do que o amor.
Por isso, é preciso salvá-la." (Alberto Moravia)

"O maior bem que podemos fazer pelas pessoas
não é compartilhar nossas riquezas com elas,
mas mostrar-lhe suas próprias." (Benjamin Disraeli)






Para todos os males


O AMOR PELOS LIVROS


“O livro é como um jardim que levamos no bolso.” (Provérbio Chinês)


“Não há melhor fragata do que um livro para nos levar a terras distantes.” (Emily Dickinson)


“Um livro deve ser como os navios quebra-gelo para penetrar nos mares congelados de nossas almas.” (Franz Kafka)


“Busquem lendo e acharão meditando.” (San Juan de La Cruz)


“O livro é força, é valor, é poder, é alimento; tocha do pensamento e manancial do amor.” (Rubén Darío)


“Um bom livro é aquele que, ao termina-lo, você sente vontade de convidar o autor para beber.” (Martin Amis)


“Ali onde se queimam livros acabam queimando homens.” (Heinrich Heine)

“A pena é a língua da alma.” (Miguel de Cervantes)


“Os livros só têm valor quando dirigem a vida e são úteis a ela.” (Hermann Hesse)


“Não há espetáculo mais belo do que o olhar de uma criança que lê.” (Günter Grass)

sábado, 6 de dezembro de 2014

Tarde rosa




O meu olhar se dobra diante tamanha beleza


Transpassa minha retina um brilho natural


Quando o Criador esbanja beleza abençoando


A arte de mais um entardecer da primavera!


Quanta beleza natural terei que deixar...


Bendigo o toque mágico que ainda recebo


De o meu natural viver


E amar!


Ao provável ato de sair de cena


E agradecer o afeto recebido


Tão generosamente!



Célia Rangel






quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Preparando-nos...


Árvore de Natal

Aos pés da árvore de Natal,

oferto meus melhores presentes ao mundo:

a ternura que faz reviver;

a alegria de conviver,

o respeito à diversidade;

o cuidado nas relações humanas;

a esperança de novos tempos...

 

E nos ramos da árvore elevo meu tesouro pessoal,

o que de melhor existe no coração:

amor!

Todo o amor que recebi de Deus e da vida.

 

O amor é como perfume no frasco.

Neste Natal, rompo o frasco

e serei perfume entre as pessoas...

 

A simplicidade e beleza do Natal

 fazem-me ver que Deus

não está em terremotos e trovões,

 em tempestades e vendavais,

em trevas e sombras,

em nenhuma brutalidade, em nenhum caos...

 

Deus está na harmonia e na suavidade,

na luz e na brisa,

na espiritualidade e na poesia,

no nascer de uma criança!

 

Lauro Daros


 

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Dezembro!

Incrível, mas estamos em mais um final de ano! Com tudo o que ele nos trouxe, traz e trará, é mais um tempo de vida entre nós. E, por favor, sem estresse. Apenas, um final de ano. Nossas avaliações sirvam para novas posturas. Leio hoje em "As Estações do Coração - John Powell"  - mensagem muito significativa para o mês que iniciamos! Transcrevo parte dela:
[...] "O amor pressupõe, e é faz muitas coisas mas, basicamente, é praticado no ato de compartilhar. Na medida e profundidade em que duas pessoas estão comprometidas uma com a outra numa relação amorosa, devem compartilhar ativamente a vida uma da outra. Um sinônimo de compartilhar é comunicar, o ato pelo qual as pessoas compartilham alguma coisa ou a possuem em comum. Se eu lhe conto um segredo meu, nós o possuímos em comum. Na medida em que comunico minha pessoa a você e você comunica a sua pessoa a mim, compartilhamos, possuímos em comum os mistérios de nossas pessoas. Inversamente, na medida em que nos afastamos um do outro e nos recusamos a ter uma transparência mútua, o amor diminui."

Pense nisso e usufrua com amor o seu final de ano!

Célia Rangel