quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

EXÓTICA




Exótica
Na simplicidade, se possível, uma alma exótica
Delicada nas ações, fulminante no ideal
Envolvente, mediadora, sabe ouvir
É exótica.
Flor única, pessoa exuberante
Ostenta em todo jardim
Exclusividade.
Deixa marcas no espaço habitado
Nesse mundo e aquém do mesmo
Não haverá distância
Pois, somos paralelas que se cruzarão
Derrubaremos conceitos e preconceitos
No estreitamento dos encontros
Fica no ar o aroma poético
Do que fomos e do que somos
Ainda há em nós alma e coração
Que pulsam regenerando amores.


Célia Rangel

11 comentários:

  1. Nós todas tb somos pq somos únicas.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  2. Alma e coração devem estar sempre em nós...Lindo! bjs praianos,chica

    ResponderExcluir
  3. O exotismo nos mostra a beleza fora do comum. A mesma beleza que habita seu poema, Célia. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. «Fica no ar o aroma poético» - lindíssima esta imagem!

    Beijinhos poéticos, Célia!

    ResponderExcluir
  5. Alma e coração pulsantes que regeneram amores, essa é a verdadeira magia de ser exótica. Lindo demais!
    Célia, um inspiradíssimo final de semana pra você! Bjsss

    ResponderExcluir
  6. ~ Derrubando conceitos e preconceitos, surgiu um poema profundo e belíssimo! ~

    ~ ~ ~ .Abraço amigo, exótica poeta, com votos de excelente fim de semana. ~ ~ ~
    .

    ResponderExcluir
  7. Olá, Boa tarde, Célia
    Prazer em "revê- la" ...um abençoado e Feliz 2015 , para ti e familiares...
    nada melhor do que ser a si mesma , uma pessoa rara, ímpar, preciosa, incomum, por isso (alma) exótica... ou não... o importante é ser , como uma escolha e que (as outras pessoas) devem aceitar e respeitar esse jeito (de ser) ...
    Obrigado pelo carinho,belos dias, beijos!

    ResponderExcluir
  8. Bom dia querida Célia.
    Belíssimo,o poema.
    Poesia é sempre alimento.
    Ótimo sábado pra você.
    Bjins
    CatiahoAlc
    http://reflexosespelhandoespalhandoamigos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Bom dia, Célia. Não há nada mais agraciado, rico e determinante do que a simplicidade.
    Somos únicos e deixamos marcas, positivas ou não, mas tentamos sempre seguir um caminho que satisfaça ao nosso coração na beleza do que acreditamos existir em nós.
    O amor autêntico faz com que a semente genuína ganhe força e admiração.
    Parabéns.
    Belo poema.
    Tenha um fim de semana de paz.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  10. A pureza de sentimentos deixa espelhar o exotismo da Criatura.
    E nada é maior que a naturalidade e a simplicidade.
    Quem "sai" destes parâmetros também é exótic@. Nota-se pelo lado negativo.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  11. Lindo poema cantando o Amor, aquele que começou e nunca terminou! Beijos

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.