sexta-feira, 3 de abril de 2015

Reflexão


Criador Discreto

Não é preciso pensar no ar
para que se infiltre
no último canto dos pulmões,
nem é preciso imaginar a aurora
para que ela enfeite o novo dia
jogando com as cores e as sombras.

Não é preciso dar ordens
ao coração tão fiel,
nem às células sem nome
para que lutem pela vida
até o último alento.

Não é preciso ameaçar
os pássaros para que cantem
nem espiar os trigais
para que cresçam,
nem vigiar a semente de arroz
para que se transforme
no segredo da terra.

Em dose exata
de luz e calor,
de canto e de silêncio,
chega-nos a vida sem que notemos,
dom incessantemente teu,
trabalhador sem sábado,
Deus discreto.

Para que tua infinitude
não nos assuste,
Tu te ofereces no dom
em que te escondes.

(Pe. Benjamín González Buelta, sj)

 

 

6 comentários:

  1. Boa noite Célia e uma páscoa linda e de grande renovação em sua vida!
    um abraço carioca

    ResponderExcluir
  2. Que lindo! Realmente a vida acontece no silêncio que muitas vezes não percebemos.

    ResponderExcluir
  3. Que reflexão maravilhosa, Célia! O padre foi feliz em seu texto poético.
    Feliz páscoa!
    Abração.

    ResponderExcluir
  4. Bela postagem com expressivo poema.
    Um ótima Páscoa!

    ResponderExcluir
  5. Gostei do poema, Célia. Muito bem escrito, de acordo com as ideias religiosas mais aceitas pelas pessoas simples. Não desmerecendo a obra, eu preferiria algo menos cor-de-rosa, um poema à moda de São Francisco, que também incluísse a morte e a luta pela vida. É fácil ver Deus na florzinha, na nuvenzinha, em tudo o que é fofinho e bonitinho. Quando vão nos ensinar que a divindade se manifesta na primavera, mas, também, no inverno? Na chuvinha e na tempestade? No recém-nascido e no animal que caça? No amadurecimento e na decadência necessária para o descanso? Costumamos louvar a Deus pelas borboletas. Quem vai agradecer pelas lagartas? Quem se habilita a ver Deus nas garras dos tigres? Parece que somente alguns orientais chegaram tão longe. Beijos!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.