domingo, 17 de maio de 2015

Viagem














No abraço de dois corpos,
Uma estrada a percorrer.
Na velocidade do respirar,
Todo um percurso a conhecer.

A carícia como combustível,
Injetada com precisão,
Movimenta e aquece
O pulsar dos corações.

Na bagagem, toda uma vida.
No pedágio, amor não é cobrado.
No destino, a alegria percorrida,
Na chegada, o clímax do cansaço.

No abraço da criança...
Fundem-se sonhos.

No abraço do jovem...
Acalentam-se as ilusões.

No abraço do adulto...
Perpetuam-se as esperanças.

No abraço do idoso...
Finito na eternidade.

O encontro de dois corpos!

Na viagem final...
Sem bagagem,
Sem roteiro,
Sem estrada,
Apenas...
Almas enlaçadas.


 Célia Rangel


18 comentários:

  1. Lindo e como é bom atravessar a vida e ainda ter um amor com almas enlaçadas! Linda semana! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Boa noite amiga!
    Vim agradecer sua visita, rever suas maravilhosas postagens que por sinal mais uma linda poesia cheia de verdades. Desejo-te uma linda noite e uma amanhecer de paz.
    Abraços da amiga Lourdes Duarte

    ResponderExcluir
  3. Amiga Célia, que lindo poetar, algumas vezes sentimos essa vontade de expor nossa alma bem assim, lembrar que o tempo passa, que um dia poderemos chegar "lá" e não precisar temer, ir sem bagagem material mas com a alma repleta de amor, "...Almas enlaçadas", isso é tão certo, tão consolador, pois há sim essa maravilha de poder continuar o amor que é eterno!
    Abraços bem apertados linda amiga!

    ResponderExcluir
  4. Gosto quando sou obrigado a pensar... Obrigado, Célia.

    ResponderExcluir
  5. Muito bonito, Célia! O pulsar de uma vida feliz e completa.

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  6. Vamos viver a vida com amor.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  7. E num abraço a sua poesia nos enlaça! abraços

    ResponderExcluir
  8. Um belo poema!
    abraços e boa tarde!

    ResponderExcluir
  9. ~ ~ ~
    ~ Que belo, este encantador percurso de amantes felizes!

    ~ ~ ~ Alegre abraço, grande poetisa. ~ ~ ~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  10. Sua capacidade de abordar um tema sob vários aspectos, incluindo a evolução no tempo, me impressiona, Célia. Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Gostei da nossa caminhada, desse percurso desde a infância, mas deu uma tristeza no último verso, me levou a pensar na nossa finitude, a vida que deixaremos, a felicidade que vivemos agora e que não a teremos mais um dia. Olho esse planeta com tanta beleza, fico a olhar... Sou meio dramática, não consegui escapar desse pensamento. Você foi fundo, sinal que seu poema tocou... Talvez em mim de uma maneira diferente.
    Beijo, Célia.

    ResponderExcluir
  12. É só o que vale a pena na vida! Belo poema amiga! Beijos

    ResponderExcluir
  13. Poema mais lindo, Célia.
    Fiquei realmente encantada. Belíssima inspiração.

    Obrigada pelas palavras. Um incentivo para mim que ando pensando em fazer uma pausa no blog.

    Feliz semana.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  14. Bom dia Célia.. perfeito isso.. o abraçar vai além de o abraço apenas amaroso.. o abraço é de energia, é a troca mais poderosa que temos.. é o toque de dois corações.. abraços e feliz sempre

    ResponderExcluir
  15. Oi Célia!
    Que benção chegar na viagem final assim!
    Sem tudo aquilo que se prioriza nesta vida,
    E que por tantas vezes, se perde ricos momentos de verdadeira felicidade.
    E no final, apenas as almas entrelaçadas...
    Um bem ainda maior que todas as coisas, o amor!
    Amei esta tua linda postagem!
    Abraços!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  16. OI CÉLIA!
    QUANDO PASSAMOS A CONHECER O VERDADEIRO VALOR DE UM ABRAÇO, COISAS QUE ANTES NOS ERAM IMPORTANTES, PASSAM A FICAR EM SEGUNDO PLANO, POIS CHEGAR AO FIM, PODENDO ESTAR ASSIM, DE ALMA ENTRELAÇADA, COMO DISSESTE, É O QUE PRECISAMOS E QUEREMOS.
    LINDO, AMIGA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Marcelo Sguassábia19 de maio de 2015 17:10

    Viajar a dois é sempre melhor. Bacana, Célia.

    ResponderExcluir
  18. Célia, que poesia linda, fiquei até emocionada pensando em mim e meu marido!
    Obrigada por nos brindar com seu talento.
    um grande abraço carioca

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.