terça-feira, 30 de junho de 2015

Preliminares













Assim, num ínfimo espaço mental,

Deposito-me à espera de cura

Onde minha superficialidade

Esgote-se e eu suma.

Penso e escrevo o sentimento

Que, me eleva e transporta,

À vontade grafada na palavra.

Suprema arte, exercício de aptidão.

Há uma jornada longa ainda...

Falta em mim o sol se pondo,

E um luar para beijar nossas estrelas,

Velando por um sono magnífico,

Sonhado em nossos olhares totais e entregues.

Afagos e abraços povoam nossas mentes,

Há um todo partilhado em pedaços entre nós,

Poderia ou poderá – não conjugamos isso,

Pode, e assim, queremos.


Célia Rangel

13 comentários:

  1. Olá, querida Célia
    Bom demais sentir o pensamento e escrever!!!
    Seja feliz e abençoada!!!
    Bjm fraternal

    ResponderExcluir
  2. Muito linda,Célia! Tuas poesias assim são sempre! bjs,m ótimo dia! chica

    ResponderExcluir
  3. Partilhar a poesia é sinal de muita sabedoria! abração

    ResponderExcluir
  4. Lindamente inspirado esse seu poema minha amiga, pensar o pensamento e sentir, depois escrever assim com maestria é para poetas e poetisas com extrema sensibilidade, amei ler como sempre, seus escritos me dão alento e muito!
    Abraços bem apertados!

    ResponderExcluir
  5. Célia, será do nosso ínfimo espaço mental que saem peças poéticas como a presente, bem formulada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Muito bom! Poeticamente agridoce.Simultaneamente solar e lunar. Balanço entre vida e o seu fim... Muito bonito!

    Beijinho

    ResponderExcluir
  7. Boa noite, Célia!
    Quando quero relaxar leio poesias, e passar por aqui na noite é sempre um deleite. Lindo poema!
    Um beijo carioca

    ResponderExcluir
  8. Bom dia com muita luz e paz, excelente texto amiga parabéns, que o criador te ilumine sempre, bjs no coração e afagos na alma.
    Vanderlei

    ResponderExcluir
  9. Bom dia, Célia,
    cada linha montando um verso e cada verso se transformando no mais belo poema.
    Falando -nos da alma, do ser...... Como sempre muita sensibilidade em sua escrita. Grande abraço!

    ResponderExcluir
  10. ~~~
    ~ ~ Muito belo! ~ ~
    ~~~~~~~~~~~~~~
    ~~ Grata, Célia.~~
    ~ Abraço amigo. ~
    .

    ResponderExcluir
  11. Olá, Célia!
    Se suas preliminares transmitem tanta sensibilidade assim, estou ansioso para conhecer o conteúdo do principal!
    Gostei muito de sua poesia!
    Abraços!

    Link Direto

    ResponderExcluir
  12. Dá gosto ler o que você escreve sobre amor; dá para ver como é bom quando recíproco e verdadeiro! Beijos

    ResponderExcluir
  13. Célia fico aqui pensando na inspiração, no momento, no que te leva a escrever o texto, o que estaria sentindo e passando! Abraços querida!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.