quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Há um clima diferente


 
Já é tarde e o olhar se move lento,

Busca no horizonte o uivo do vento,

Que se esconde na paisagem rubra do pó.

Arde, queima, enrubesce a face,

Ao olhar o que longe ficou.

Então, resta o silêncio que encanta,

Que sibila na voz do vento,

As notas de uma audição enamorada.

Lentamente tudo se esvai...

É o justo, providencial e sábio repouso,

Do olhar que se fecha,

E retém imagens únicas sombreadas,

De um tempo majestoso, íntimo

Desenhado na tela erótica,

Sem repressão, mas com liberdade

Da expressão básica do fluir de toda uma vida.

 
Célia Rangel   
 


19 comentários:

  1. E nesse clima abençoado, todo o amor se realiza !
    Poesia linda, Célia....plena de vida!
    Meu abraço.

    ResponderExcluir
  2. Lindos dizeres, de uma profundidade tão grande que fez-me refletir enquanto lia...
    Gostei muito do que li, voltarei mais vezes pra ler outras e muitas outras....

    bj... Espero-te em uanderesuascronicas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Um lindo poema tão bem expressando esse clima diferente que se instala! bjs, chica

    ResponderExcluir
  4. Que lindas imagens poéticas. Poema de pensares profundo e reflexivo.
    Grat pelo generoso comentário Ao meu Céu Violáceo.

    Desejo a vc um dia azul!

    Abçs!

    ResponderExcluir
  5. Oi Célia, bom dia!
    Como é bom repousarmos em paz neste lindo cenário, sentido em nosso coração palpitante, a eterna emoção da nossa lembrança mais querida!
    Um grande abraço,
    Mariangela

    ResponderExcluir
  6. ~~~
    ~~ Ótima noite, Célia e um adormecer
    ~~ tão pacífico, como o que descreve
    ~~ no seu belo e encantador poema...

    ~~~~~ Abraço amigo. ~~~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  7. Amiga Célia, lindo e leve, palavras que nos dão a real sensação de amar e recordar!
    Amei ler, como sempre tens um lindo poetar por aqui, nos faz sentir, isso mesmo sentir esse lindo "...clima diferente."
    Abraços linda amiga!

    ResponderExcluir
  8. O que mais me marcou neste seu poema, Célia, foi a relação do horizonte de um dia com o horizonte de uma vida. Bonito!

    ResponderExcluir
  9. Lindas palavras, bom final de semana
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=EgeQXJjUpSQ
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá, querida Célia
    Se nos resta o silêncio, nada nos falta...
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir
  11. OI CÉLIA!
    QUANDO PERMANECEM RETIDOS NO OLHAR RESQUÍCIOS DE NOSSA HISTÓRIA.
    CÉLIA, ACHEI TÃO LINDO TEU TEXTO QUE POUCO SOBROU PARA SE DIZER A NÃO SER , PERFEITO.
    ABRÇS AMIGA
    -http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Boa noite Célia.

    Lindo poema que consegue dizer e tocar tanto em poucos versos.

    Venho te agradecer seu mais recente comentário lá no blog, ele inspirou uma nova postagem. Obrigado!

    Um abração e uma boa semana.

    ResponderExcluir
  13. 31 de agosto é o dia do Blog. Estou passando para te parabenizar por esse espaço de compartilhamento e troca de vivências, conhecimentos, ideais, inspirações... Felicidades! Boa blogagem sempre!

    Um abração.

    ResponderExcluir
  14. "Este" clima é feito por nós e para nós. Para manter o ar de boa harmonia, a Poesia tudo pode. Belo.

    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  15. Clima de paz e saudade! Muito lindo! Beijos

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.