domingo, 29 de novembro de 2015

Advento

Momento... Lembranças...
De partidas e chegadas
De reencontros.

De  vida vivida, não sabotada.
Só assim, na simplicidade,
Desejar felicidade.

Precisamos de mais?
Nas entrelinhas, nos entreolhares,
Só  perdão, amor e magia
Transformando as relações.

É tempo de expectativa,
De preparar caminhos
Para o “Menino Jesus”,
Promessa de um “Mundo Novo”!




Célia Rangel


10 comentários:

  1. ~~~~~~~~ A magia
    da sua terna e amorosa poética
    emocionando nossos corações...

    ~~ Um Domingo muito feliz. ~~

    ~~~~~~~ Beijo amigo.~~~~~~~
    ~ ~ ~

    ResponderExcluir
  2. É tempo de sermos pessoas melhores!

    Lindo! Abs Célia Rangel.

    ResponderExcluir
  3. Que bom que assim fosse por esse mundo fora, Célia!! «Nas entrelinhas, nos entreolhares» - muito bonito, amiga!

    ResponderExcluir
  4. Tempo de preparar nosso coração para ser morada de Jesus! Beijos

    ResponderExcluir
  5. Bom dia amiga Célia, como sempre um belo poema em tempo propício, logo todos estarão comemorando em união familiar!
    Que seja um dia especial, Natal, acho uma data muito emocionante!
    Amiga, que estejamos todos com os corações preparados ao amor, somente ao amor, nem precisa mais mesmo, só amor e paz!
    Abraços bem apertados!

    ResponderExcluir
  6. Que o menino Jesus venha trazendo paz e amor!!

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  7. Que esta Mãe querida possa sempre nos ensinar com o seu amor, a sua resignação, a
    preparar o nosso coração para receber o Nosso Senhor!
    Abraços!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  8. Poesia representativa e de muita sensibilidade. Perfeita para o tempo presente.
    Lindo.

    Beijos
    SOL

    ResponderExcluir
  9. Marcelo Sguassábia1 de dezembro de 2015 21:23

    Também gosto desse tempo. Apesar de tudo o que a nossa realidade nos apresenta...

    ResponderExcluir
  10. Diria que é a época mais linda do ano - começam os preparativos para a chegada do menino... todos nós esquecemos a individualidade para dividirmos um pouco os sentimentos nobres que somos capazes de oferecer aos mais carentes tanto aqueles que pedem mais afeto como aqueles que não nos são muito simpáticos. É a época mais propícia ao amor, ao perdão, à generosidade... embora um mês depois esquecemos de tudo. Que lindo seria se conseguíssemos ser assim o ano inteiro! Festa mágica, é a única que mexe com sentimentos.
    Beijo, Célia!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.