domingo, 31 de janeiro de 2016

Vida sonhada e realizando sempre...

Há um alicerce firme e confiável,
construí minha vida
em um coração amoroso
que aprendeu a se doar,
a perdoar e a amar sempre,
sem medidas.

Claro que houve tempestade
esperei passar.

Reconstruí sempre
sem melancolia ou lamuriações.

Usei da serenidade e muita garra
apreendida da sabedoria de vida.

A sedimentação da idade
traz a certeza de que se vive
bem ou mal...

Escolhi viver bem partilhando sempre.

No laboratório  do amor
faço eternas experiências.


Que paz! Que alegria! Sou feliz comigo!
Em cada momento vivido...

Célia Rangel



6 comentários:

  1. Linda poesia e que final maravilhoso!Assim é que vale a pena! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Isto realmente é tudo de bom, Célia.
    São belos momentos de aprendizado e vida!
    Um grande abraço, tudo de bom sempre!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Se doar, amar e perdoar...
    Linda poesia e verdadeira!
    Parabéns pelo cantinho!
    Abraços
    Carinhosamente

    Femme Digital

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Célia! Uma bela lição de vida, doar, amar e perdoar...
    Tenha um radiante amanhecer!
    Abç!

    ResponderExcluir
  5. Gostei! Ser feliz com a gente mesmo, porque felicidade é um estado de espírito! Beijos

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.