quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Direitos adquiridos
















Sem passaporte ou destino - a viagem

Prazer imediato escraviza

Dançar com o vento na copa das árvores

Libertar o canto ao eco que invade espaço

Essencial é descobrir, escolher, e fazer

Decidir unicamente a se renovar

Deixar preconceitos e preocupações

Mudar mansamente o caminho

E sozinho se permitir todos os ‘sim’

Sem roteiro algum atingir o sol da libertação interior

Saciar a fome física e mental

Limpar o pó poluidor de pensamentos

Deixar livre a imaginação

Para surpreender-se sempre com a magia dos acontecimentos

Não esperar – ir ao encontro – abraçar – envolver – estar

Só assim, encontrar a fórmula da paz – amar.

Célia Rangel


15 comentários:

  1. Aplaudindo casa verso daqui,
    Célia! Assim deve ser! Não esperar, apenas estar pronta a abraçar o que vier...LINDO! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Me dá uma carona pra esse Shangri-la... também tenho direito! Abraços.

    ResponderExcluir
  3. A poesia voa para dentro num longo voo a beleza interior e de dentro ela parte levando flores para o firmamento... Direitos adquiridos com o tempo...

    ResponderExcluir
  4. Que lindo isso, não há outra forma de viver a não ser assim, "sem passaporte ou destino", ah, seria a viagem perfeita, na paz, nada que estresse, mas como dizes "...E sozinho se permitir todos os "sim"..." Bem assim que amo viver, nem sempre é possível, mas quando é, aproveito muito bem!
    Abraços linda amiga poetisa, amei ler aqui, nossa, lindo demais!!!

    ResponderExcluir
  5. Estar disponível ao Universo, às conexões com o outro, ao AMOR! Obrigada Celinha, lindo! beijão

    ResponderExcluir
  6. Bom dia, querida Célia!
    Saúde em todos os níveis do nosso ser é indispensável! Vamos amar e viver felizes!
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  7. O caminho que seguimos, é-nos concedido como bónus de vida. Saber "caminhar" tem virtudes que tornam o percurso mais suave e doce.

    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  8. Tudo de reduz a uma só palavra - amar!
    Que mulher otimista!! Parabéns.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. OI CÉLIA!
    E O MAIOR DE TODOS OS DIREITOS É AMAR E SER AMADA.
    QUE LINDO!
    ABRÇS
    -
    http://. zilanicelia.blogspotcom.br/

    ResponderExcluir
  10. Adorei, temos que mudar e amadurecer.


    bjokas =)

    ResponderExcluir
  11. É isto mesmo!
    Devemos correr ao encontro da felicidade, não devemos deixá-la passar diante dos olhos!
    Ótimo Célia!
    Abraços!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  12. Essa é a fórmula para se viver feliz, penso não ter outra. Mas o caminho é escolhido, entre rosas e espinhos. E conseguir essa fórmula, é a maior das conquistas. Não é fácil; é luta, muitos obstáculos pelo caminho que temos de vencer.
    Beijo, Célia!

    ResponderExcluir
  13. Lindo Célia! Estou na fase de limpar de limpar o pó..
    Abs

    Leila

    ResponderExcluir
  14. Bravo, Célia! Seguir em frente, sem lenço e sem documento, porém, com muita responsabilidade para não se perder nos caminhos.
    Beijo e ótimo domingo!!!

    ResponderExcluir
  15. Boa noite, Célia,que belos versos, seu poema traz. Você nos deu uma fórmula linda para vivermos. Basta seguirmos. Beijos!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.