sexta-feira, 11 de março de 2016

Imaginação Feminina














Quando ela silencia algo está brotando...

Ideias... amores... ilusões... decepções... seduções...

O prazer de ocultar é a sua maior arma.

Palavras, ela diz com o olhar... saber traduzir,

Uma arte!

Ela cria. Ela acolhe. Ela aborta. Ela enxota.

Tornar-se coerente a isso tudo,

Uma arte!

Viver com uma mulher, não com uma genitália...

É dar e receber atenção, afeto e possibilidades.

Uma arte!

E, na arte, ela ousa em sua tela única – a vida!

Com vários matizes de incomparável beleza,

Deixa raízes, cicatrizes, lágrimas e sorrisos.

Sensibilidade ímpar: seu êxtase!

Uma arte suprema!


Célia Rangel

4 comentários:

  1. Linda e cheia de verdades.Quando as mulheres silenciam, estão sempre "bolando" algo, matutando, criando...Que bom que assim seja.Não paramos nunca e nosso cérebro sempre bem movimentado!! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Que bela loa à mulher! Muito a propósito ainda. Muito a propósito sempre!

    Beijinhos, Mulher!

    ResponderExcluir
  3. Viver com uma mulher requer respeitar seus momentos e respeitá-la acima de tudo! Às vezes uma incógnita para decifrar,mas doce e meiga quando a conhece e a ama como merece! Beijos

    ResponderExcluir
  4. Ser mulher, deliciosamente... Com coragem, sensibilidade, paixão... Gratidão!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.