quarta-feira, 27 de abril de 2016

Barra de Equilíbrio

Você já viu alguém andar numa corda esticada?

Talvez tenha notado que a pessoa carregava uma"barra de equilíbrio".

Movimentava a barra de um lado para o outro com o maior cuidado a fim de manter o equilíbrio. 

Pois bem, a vida é algo parecido. Você e eu negociamos com o curso difícil, embora diferente, de nossa vida.

Vida significa ação, e ação significa outras pessoas. Outras pessoas significam que vai haver atrito, e o atrito costuma resultar em tensão. Parte dessa tensão é útil e positiva. Parte é negativa e perniciosa. Precisamos muito de uma barra de equilíbrio.

Alguns sugerem que a administração das tensões deve ser holística, deve afetar todas as nossas partes.
Por isso deve ser abordada:

Fisicamente - fazendo exercícios físicos e tendo uma alimentação equilibrada.

Emocionalmente - expressando todos os sentimentos significativos no momento em que os temos.

Socialmente - telefonando a um amigo, indo a uma festa, encontrando-nos com as pessoas de que gostamos.

Intelectualmente - alimentando o intelecto com leituras, fazendo palavras cruzadas, indo a conferências.

Espiritualmente - admirando a beleza do mundo, ouvindo música, passando dez minutos por dia meditando ou rezando.

Fonte: Texto de Arrancar máscaras, abandonar papéis.
           As Estações do Coração - John Powell



12 comentários:

  1. Que texto maravilhoso, todos os dias temos que manter o equilíbrio.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  2. É isso, Célia! E haja barra de equilíbrio para enfrentar o mundo sem cair da corda!

    ResponderExcluir
  3. Oi Célia, se manter em equilíbrio nem sempre é fácil, mas tentar não!
    beijos e tenha uma excelente semana, fique com Deus!!

    ResponderExcluir
  4. Vivemos à andar na corda bamba! Haja equilíbrio!!
    Ótimo texto Célia.
    Abraços,
    Mariangela

    ResponderExcluir
  5. Espantosamente verdade. É um momento bom por que deva reflectir.


    Beijo, Célia
    SOL

    ResponderExcluir
  6. Audaciosa proposta!
    Grande abraço Célia!

    ResponderExcluir
  7. Boa noite, querida Célia!
    Gostei das diferentes abordagens que o autor usou para clarear as nossas reaç~eos e sentimentos... muito bom! Algumas já faço, outras, ainda não!
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  8. Nunca tinha visto o equilíbrio dessa forma, mas que gostei, gostei. Uma boa reflexão. Um abraço com carinho

    ResponderExcluir
  9. Passando por aqui para lhe desejar um ótimo final de semana!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  10. Célia,
    Concordo com você sobre o que diz sobre os atritos, que podem nascer com nossa ação, porque nesta estarão envolvidos homens e mulheres com suas vontades, formação, cultura, religião etc. Gostei muito.
    Um bom fim de semana.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Estou precisando trabalhar mais meu social. Noto que sempre que faço isso, eu melhoro muito!
    Beijos!
    www.vivendolaforanoseua.blogspot.com

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.