sábado, 23 de abril de 2016

Momentos Filosóficos

O Difícil Caminho para a Liberdade e a Maturidade

 Seria maravilhoso se o desenvolvimento pessoal ocorresse de maneira fácil e agradável - e talvez seja assim para alguns sortudos. Mas não raro o caminho do desenvolvimento para nos tornarmos a pessoa que queremos ser - é antes tortuoso e desencorajador.

 Nietzsche conta a história de seu próprio desenvolvimento como uma espécie de fábula. E a lição fala de coragem frente às dificuldades. É normal, diz ele, ter dificuldade de crescer. O motivo principal é que liberdade envolve separação: temos de deixar para trás as coisas mais queridas, e deixá-las é tão difícil que, talvez, seja necessário voltar-se contra elas por um tempo - o que parece insensível e mau, mas não o é na realidade.

 Para os pais, é uma lição dura, mas em última análise reconfortante. Os filhos podem passar por um período em que os rejeitam e a tudo que lhes parece valioso. Mas não o fazem por odiá-los, e sim por amá-los; e para conquistar a liberdade - para se tornar independentes - eles precisam romper amarras. Para uma pessoa amorosa, romper esses laços é tão difícil que por um período ela precisa tornar-se violenta e cruel. 

 Nietzsche não pode facilitar as coisas, mas as torna um pouco menos dolorosas.

 Fonte: *Lições de Vida - Nietzsche - Armstrong, John

*Excelente leitura para profundos questionamentos.


Célia Rangel  

6 comentários:

  1. Saímos daqui levando belas reflexões a fazer.Muito bom,Célia! um lindo domingo! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Bom dia de domingo querida amiga Célia!
    Bem lembrado nos mostrar que é mesmo assim, a vida é liberdade, muitas vezes para se poder voar e tentar se localizar no mundo é preciso abrir as asas, isso é dor e não tem outro jeito, os filhos foram nos dado para serem educados e educação requer aprender a viver, nem sempre é tão difícil, depende do jeito que se vê a vida!
    Nietzsche deixou legado, boa sugestão de leitura!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  3. Adoro filosofar, Célia, gosto de temas que me façam pensar, me faz bem ler sobre determinado assunto e poder buscar detalhes nas entrelinhas...
    Muita paz, um beijo, Célia!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Célia.
    Há asas que, quando se abrem, esbarram em tudo à volta.
    Temas difíceis e nada lineares.
    abç

    ResponderExcluir
  5. Bela reflexão, mas por vezes tão difícil de aceitar, de a viver...
    Sinto que devia ler esse livro...

    Beijinho.

    ResponderExcluir
  6. Nietzsche é fabuloso. A filosofia dele é a do constante vir a ser, um movimento contínuo de expansão; contudo, difícil! abração

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.