terça-feira, 21 de junho de 2016

Acordando para a Vida



Uma afinidade tão grande que gera desconforto...

Um olhar tão penetrante que invade a aura...

Um semblante tão amigo que prende e inebria desejos...

Uma aventura perfeita em sonhos delicia sentimentos.

Uma ausência sofrida, um vazio que não se preenche.

Uma busca eterna no caminhar: encontro, desencontro.

Interrogações existenciais: busca de grandes verdades.

Um corpo, invólucro de alegrias e dissabores vividos.

O que fizemos de nós no tempo concedido?

Medo da incoerência, freio do impulso.

Incerteza da aceitação, refúgio da timidez.

Eternizando sentimentos, abrigo íntimo.

Segredando toda uma sensualidade, jamais exteriorizada.

Homem & Mulher criados à imagem e semelhança do Criador,

Para a felicidade, simples e suave... tão somente.

Juntos – sempre!


Célia Rangel

10 comentários:

  1. Que coisa mais linda.Célia! E homem e mulher, juntos cheios de todos os sentimentos e emoções... LINDO!!bjs, chica, tudo de bom!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Célia.

    Belos versos, seres humanos vivenciando sentimentos, trilhando caminhos, evoluindo.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia, querida Célia!
    "Interrogações existenciais: busca de grandes verdades."
    Recortei este verso pois sempre busquei isso...
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  4. oiii Cé

    O ser humano hj tem dificuldades até de se relacionar. Queremos tanta liberdade que muitas relações viram prisões.
    Queremos ter controle e acabamos aprisionando sonhos e pessoas...

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  5. Oi Célia, sua mensagem me recorda a atitude dialética do filósofo Hegel que nos instiga a buscar novas aspirações mesmas que essas nos contradigam e causem crises existenciais!

    ResponderExcluir
  6. ~~~ Belíssimo! Sublime!

    ~~~~~ Abraço, Célia ~~~~~~~

    http://avivenciaravida.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  7. Olá,Célia,boa noite... em certos momentos ,percebemos que precisamos acordar para a vida ,pois , certas condutas já não condizem com quem somos, as formas de tratar a si mesmo e de tratar outros - as interrogações existenciais-. Entretanto, é na inteligência e na vontade que a “semelhança com Deus” se manifesta, na possibilidade que tem de conhecer e amar, isto faz do humano um ser social e apto à relação interpessoal, e mesmo que demoramos a aceitar as diferenças alheias e não conseguimos conviver com as divergências ,não entendemos "Uma ausência sofrida, um vazio que não se preenche",buscaremos, sempre, a felicidade, simples e suave... tão somente, na harmonia dos relacionamentos e que seja para sempre!
    Obrigado pelo carinho,belos dias, beijos!

    ResponderExcluir
  8. Toda a sua escrita deixa pressentir uma imensa saudade, uma ausência sempre presente, um carinho constante. Muito bonito!

    Beijinho amigo.

    ResponderExcluir
  9. Bom dia, Célia.
    Lindíssimo.
    Situações em que nos encontramos, denota a verdade de cada uma delas.
    Quando o amor acontece tudo isso ganha peso algum e a liberdade é vivida num amor eterno.
    Amei!
    Lindo fim de semana.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  10. Essas interrogações existenciais às vezes se dão em crises né? Muita gente a busca por grandes verdades como seu objetivo de vida. Beijos querida Célia.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.