sexta-feira, 1 de julho de 2016

TEOREMA VITAL



É o olhar...

A falta que me faz
Mas não me lastimo
Prossigo
Olho por mim e por você
Vejo a realidade sem medo
Você me deu condições
De superar conflitos
Ainda que só mentais
Não me desespero
Espero
Lembro-me do que fizemos
Faço
Em dupla era melhor
Mas me ajeito sem você
Encontro-me com
O meu riso
A minha fé
O meu descanso
A minha alegria
O meu lazer
O meu trabalho
A minha responsabilidade
E individualidade
Não me deixo abater
Porque você não está
Valorizo-me
Há sangue que pulsa
Ruboriza-me
E suor que se exala
Incensa-me
Tudo tem sentido mais ainda
Há vida na vida.

Célia Rangel 




Q.E.D  ou  C.Q.D.

[Quod erat demonstrandum é uma expressão em latim que significa "como se queria demonstrar". É usual aparecer no final de uma demonstração matemática com a abreviatura Q.E.D. ou na versão em português C.Q.D.. Frequentemente é substituído por um dos símbolos ou (de origem grega, da matemática praticada na antiga Grécia)]

11 comentários:

  1. Profundo e lindo e enquanto há vida, deve ser vivida com o pulsar firme e forte ,ainda que uma "asinha" falte! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. ~ Muito interessante, Célia!
    Normalmente, as pessoas de letras fogem assustadas
    só de ouvir a palavra teorema...
    Um poema intensamente incentivador e muito belo.
    ~~~ Abraço ~~~

    ResponderExcluir
  3. Uma bela descrição Poética para a individualidade de se ser viva, não dependente de "mais" conceitos (pré)feitos.
    Muito belo e bom.


    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  4. Lindo, amei ler amiga Célia, sua linda alma bem aqui mostrada com toda a sua sensibilidade e fortaleza!
    Há vida na vida, há amor eterno, isso não tem como não crer, pois se sente!
    Abraços bem apertados linda amiga!

    ResponderExcluir
  5. Boa noite, querida Célia!
    A nossa fé nos dá uma vida mais plena!
    Bjm mmuito fraterno

    ResponderExcluir
  6. Boa noite, Celia.
    Temos de viver a nossa história carregando aprendizados, sermos nossa companheira e deixarmos somente a boa saudade fluir.
    Lindo e sábio.
    Tudo de bom.
    Beijos na alma.
    Paz e luz.

    ResponderExcluir
  7. Suas poesias são muito maduras, caríssima Célia! Chamou muito minha atenção o último verso: "Há vida na vida." Reflexão de quem conhece!
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  8. OI CÉLIA!
    CADA UM DE NÓS TRÁS SUAS PRÓPRIAS MARCAS. NEM SEMPRE VISÍVEIS MAS, NOSSAS E EM TEUS VERSOS, SENTE-SE ALGUMAS COLOCADAS DE FORMA TÃO BONITA QUE EMOCIONAM E QUE NA CERTA PODERIAM SER, DE MUITOS.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Com o coração saudoso estou marcando minha presença
    no seu cantinho tão especial para mim.
    Com muito carinho desejo um Domingo abençoado
    por Deus.
    Muita saúde para você e sua família.
    Te abraço forte.
    Beijos no coração.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  10. Prosseguir sempre 'é preciso' - É assim mesmo; a vida continua.

    ResponderExcluir
  11. Boa noite amiga! A recordação deste amor te faz viver! Beijos

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.