sábado, 1 de outubro de 2016

Curtindo a melhor idade...


Se hoje é o dia internacional do idoso, celebro com belas frases, do Quintana, a essência da vida, sem importar com o algarismo que nos vigia no calendário, no relógio, marcando o tempo, na idade, no peso, nos exames laboratoriais... e tantos outros... Vivo um dia de cada vez, com a gratidão dos bons momentos, em meu paraíso terrestre aqui e agora!


Célia Rangel, 70.  

15 comentários:

  1. Olá, Célia,bom dia...não existe nada melhor do que ler/reler Mario Quintana. Acredito que para viver melhor e compreender a essência da vida precisaríamos fazer tudo com amor, a fraternidade e a justiça .Deitar com a consciência tranquila e acordar no novo dia seguinte, para continuarmos nossa caminhada , tentando entender que talvez não haja nada de absoluto neste paraíso terrestre, mas apenas verdades temporárias que nos motivam nessa incessante busca pelo bem viver pleno...que possamos todos viver um dia de cada vez, e que seja sempre mais saudade e gratidão do passado e menos tristeza para o futuro. Feliz dia do Idoso.
    Bom finde,belos dias,abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Semeamos... agora, colhemos e desfrutamos... Quer melhor?
      Obrigada, pelo carinho.
      Abraço.

      Excluir
  2. Quintana sempre faz bem! E temos que viver e celebrar cada dia!bjs, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A graça da vida plena que recebemos é para termos eterna gratidão mesmo, Chica!
      Abraço.

      Excluir
  3. Linda amiga Célia, que alegria poder comemorar a Vida, não importa em que idade estejamos, conheço muitas pessoas idosas que me dão alento em querer viver muito, elas estão indo tão bem e felizes!Também estou na faixa etária dos idosos, 67 anos, não escondo, muito pelo contrário, estar de bem com a vida é isso, querer viver e viver!
    Estamos indo e bem da forma que deve ser, com alegria e muitas coisas boas para comemorar!
    Feliz dia minha linda amiga, amo poder sentir que, estamos juntas nessa linda amizade que, embora seja virtual, sinto que é real, energias boas sendo trocadas!
    Sinta-se abraçada com aperto bem gostoso de energias renovadas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, Ivone, quer presente melhor que esse? Na era virtual também fazemos amizades e, trocamos experiências de vida! Estamos vivas e desfrutando disso tudo!
      Abraço.

      Excluir
  4. Louvável comemoração com palavras belas e justas de MQuintana
    e com as suas, sábias e brilhantes, de grande poetiza.
    Grande abraço em sintonia, Célia.
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa sintonia sempre produz excelentes trocas, Majo!
      Abraço.

      Excluir
  5. Célia, quanto mais idosas, melhor.... desde que vá havendo saúde e cabecinha fresca!

    Lindas as frases de Quintana! Nomeadamente a terceira. Beijinhos aqui desta idosa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah! "Cabecinha fresca" deve ser herança de nossa vocação de educadoras!
      Abraço.

      Excluir
  6. Fui lendo Quintana e falando cá com meus botões: que amor, que amor... Era um encanto, brincava com tudo num tom filosofal!
    E será que Deus acredita na gente? Do jeito que seus 'filhotes' estão, acho meio difícil.
    Linda essa postagem, Célia, mas 'idoso' é uma palavra que não gosto, não tem alegria, lembra doença. Poderiam inventar algo mais alegrinho, um pouco hilário, mais pra cima!!
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, Taís me sinto uma "envelhescente"... com ideias, projetos e afins para curtir e muito a vida!
      Abraço,
      Célia.

      Excluir
  7. Quintana tem um encanto inexplicável. Uma doçura, um humor, um jeito de rir de si, das suas próprias confusões.
    Que bela escolha Célia!

    E que nenhum documento, nenhum exame, nenhuma ruga, nenhuma enfermidade nos defina. Somos almas e estas, não conhecem nada disso.

    Grande abraço Célia

    ResponderExcluir
  8. É onde somos verdadeiramente livres - em nossas almas!
    Obrigada, Leila!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  9. Este ano escrevi um poema com enfoque na positividade da dita terceira idade. Não o divulguei porque ando a espaçar as minhas postagens.
    Aludo ao meu escrito, só para realçar a oportunidade da partilha de Quintana e as tuas sábias palavras.
    Bjo, Célia :)

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.