quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Desnudando


Depois de muitas lapidações, pela essência da vida
Busca incessante que se afogueia na mente
Em uma entrega sutil e plena
A transformação surge e evapora-se...

Nas omissões e fracassos fixa-se o apoio
Nas alegrias e sucessos transborda o agradecer

Encantadora é a paixão pela vida
Consegue-se assim amenizar tempestades
Onde a emoção traz a serenidade do tempo
E a razão alicerça poderes da maturidade

Rega-se o jardim da existência com o ouvir
Espalha-se com sabedoria a ternura esperada
Recolhe-se o essencial interiorizando amenidades

Na simplicidade do olhar cúmplice
Mãos e mentes tecem a tela existencial
Colorindo com nuances transparentes
O inconsciente nu revelador da intimidade adormecida.

Que fiquem as pegadas...


Célia Rangel






5 comentários:

  1. Excelentes as pegadas que deixa para a posteridade...
    Abraço, Célia.
    ~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  2. «Encantadora é a paixão pela vida» - está tudo dito, Célia. Está sempre presente este seu otimismo, esta sua ligação branca à vida. Que bom!

    Beijinho.

    ResponderExcluir
  3. OI CÉLIA!
    SABER REGAR O JARDIM DE NOSSA EXISTÊNCIA COM COISAS QUE REALMENTE VALHAM A PENA É VIVER COM SABEDORIA.
    AMIGA, TEU POEMA É LINDO.
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá , tudo bem?
    Achamos seu blog incrível! Ótimo conteúdo!

    Possuímos um site pertinente aos assuntos que você costuma postar.

    Gostaríamos de iniciar um contato contigo, com intuito de parceria.

    Você tem interesse?

    Por favor, aguardamos o seu retorno pelo email contato@cortejando.com

    ResponderExcluir
  5. que a alegria de existir seja cada vez maior

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.