quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Relações Humanas


O Ser humano é estranho...

Briga com os vivos, e leva flores para os mortos;
Lança os vivos na sarjeta, e pede um "bom lugar para os mortos";
Se afasta dos vivos, e se agarra desesperados quando estes morrem;

Fica anos sem conversar com um vivo, e se desculpa, faz homenagens, quando este morre;
Não tem tempo para visitar o vivo, mas tem o dia todo para ir ao velório do morto;

Critica, fala mal, ofende o vivo, mas o santifica quando este morre;
Não liga, não abraça, não se importam com os vivos, mas se autoflagelam quando estes morrem...

Aos olhos cegos do homem, o valor do ser humano está na sua morte, e não na sua vida.

É bom repensarmos isto, enquanto estamos vivos!

Papa Francisco

6 comentários:

  1. Verdades tão simples a que nem sempre ligamos. Palavras de um Homem simples que sabe refletir sobre as coisas simples. A simplicidade- tal como a humildade - são graus elevados da natureza humana.

    Beijinhos, Célia.

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto ,ele sempre maravilhoso! bjs, chica

    ResponderExcluir
  3. Sem dúvida, Célia, o Papa Francisco, que você cita muito bem, é homem de reconhecida sabedoria. Se não muda alguns conceitos católicos, é porque eles são tradicionais e tidos como perenes na Igreja Romana.
    Meu abraço.

    ResponderExcluir
  4. Boa noite, querida Celia!
    Na verdade somos muito insensatos.. texto bem verdadeiro!
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  5. Eu sempre fui contra as homenagens pós-morten. Nunca fez sentido homenagear alguém em morte e não em vida.

    ResponderExcluir
  6. Célia, eu achei esse texto de grande sabedoria e verdades que nos envergonham. Reverenciamos os mortos e passamos a vida inteira às turras com os vivos.
    Surpreendente.
    Bjs

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.