sábado, 19 de novembro de 2016

Serenidade

Uma fase plena na vida
Felizes os que a atingem!
O olhar é calmo e, profundo...
Vidente e investigador,
Traz soluções do horizonte.
A consciência ampla em conceitos
Sabe acolher, dar e receber...
O coração aberto aos afetos
Uma primavera de sentimentos.
Tudo é saboreado como último...
Vivido, acalentado no mistério
De vidas...
Que se beijaram...que se amaram...
Que se veneraram...
Na serenidade do existir!


Célia Rangel


3 comentários:

  1. É verdade, Célia, essa paz, essa serenidade ninguém alcança na sua juventude, na agitação da mocidade. Nada é de graça, podemos atingir esse estágio, mas há mais mar por navegar... diria eu que é o último presente que a natureza nos oferece...
    Beijo. Bom domingo.

    ResponderExcluir
  2. Boa noite, querida Célia!
    Feliz de quem chega a essa fase tão linda!
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  3. Olá, Célia.

    Serenidade sábia, talhada pelo tempo, esculpida pela vida, lida de se transformar, aprender, ensinar...

    Um abração e bom domingo.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.