segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Visões



Meus olhos desejam liberdade
para ver belezas raras 
que habitam jardins secretos
de almas semeadoras
da paz e da harmonia.

Esperam transporte para visões lucidas
e felizes
e amorosas
e aconchegantes.

Chega de achar que um dia... quem sabe...

Há escassez de tempo
há um compasso frágil entre a realidade e a magia.

Há poderosas lentes que transcendem saudade
e refletem a sensatez de afetividade.


Célia Rangel


10 comentários:

  1. Olá,Célia...por vezes somos nós que complicamos. Porque tudo tem que ser como enxergamos. Mas isso não vai acontecer. Normalmente, a realidade torna-se magia, quando olhamos a vida e deixamos espaço para mais. Se vivermos com a vista turva e opaca , impregnada de desesperança,falta de liberdade e de tempo , talvez não seja nessa vida ainda que iremos enxergar as belezas raras que habitam jardins secretos de almas semeadoras da paz e da harmonia...abraços!

    ResponderExcluir
  2. Linda tua visão e lentes que querem ver efetivamente... Sempre inspirações lindas! Obrigadão pelo carinho lá no Instantes aos domingos e pela tua participação sempre por lá! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  3. Precisamos de muito mais ações que estejam alinhadas conosco! abração

    ResponderExcluir
  4. Bom dia minha querida amiga Célia, estou de volta e com saudade daqui, amei ler seu belo poema, como sempre, sua alma sensível transcende e nos dá essa linda dimensão de poder sentir e perceber a beleza sutil em tudo, pois tudo é sutileza e só almas presentes podem perceber!
    Agradeço o carinho, e também ao fato de seres minha amiga de muito tempo, isso sim é amizade, não importa se virtual, pois é para mim real, abraços bem apertados minha querida!

    ResponderExcluir
  5. Um maravilhoso dia pra você!!

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  6. Um conflito pode existir quando o coração vê o que os olhos não enxergam...
    Beijo, Célia.

    ResponderExcluir
  7. Sejam reais suas visões. Abraços, Célia!

    ResponderExcluir
  8. Belíssimo!
    Terno abraço, Poetiza.
    ~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  9. Lindo! Nossos olhos de fato anseiam a liberdade verdadeira! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  10. Oi Amiga, Célia Rangel !
    São vistas com os olhos da alma,
    que exigem pressa...
    Belas reflexões poéticas, querida.
    Parabéns, com um carinhoso abraço,
    aqui do meu Brasil !
    Sinval.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.