quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Bem- Vindo Verão!

Algo existe

Algo existe num dia de verão,
No lento apagar de suas chamas,
Que me impele a ser solene.
Algo, num meio-dia de verão,
Uma fundura - um azul - uma fragrância,
Que o êxtase transcende.
Há, também, numa noite de verão,
Algo tão brilhante e arrebatador
Que só para ver aplaudo -
E escondo minha face inquisidora
Receando que um encanto assim tão trêmulo
E sutil, de mim se escape.

(Tradução de Lúcia Olinto)
Emily Dickinson


5 comentários:

  1. Passam-se os séculos e o verão sempre exerce sobre nós o fascínio ameno da beleza e maturidade.
    Muito belo, o poema de Emily e louvável a tradução de Lúcia.
    Dias muito agradáveis e especiais...
    ~~~ Abraço, estimada Célia ~~~

    ResponderExcluir
  2. Olá Cara Amiga,

    O verao realmente mexe com as nossas estruturas....

    Aproveito para lhe desejar um Feliz Natal e um próspero ano novo...

    Saudaçoes

    ResponderExcluir
  3. O verão chegou. Toda mudança de estação tem suas características. Mas o verão pra mim é um período que sempre transforma, sempre clareia e abre os caminhos.

    ResponderExcluir
  4. O verão é uma estação alegre.
    Gosto tanto dele qto da primavera.

    bjokas e um maravilhoso Natal =)

    ResponderExcluir
  5. Aqui é mais assim:

    Velho, velho, velho
    Chegou o Inverno.

    Vem de sobretudo,
    Vem de cachecol,

    O chão onde passa
    Parece um lençol.

    Esqueceu as luvas
    Perto do fogão:

    Quando as procurou,
    Roubara-as um cão.

    Com medo do frio
    Encosta-se a nós:

    Dai-lhe café quente
    Senão perde a voz.

    Velho, velho, velho.
    Chegou o Inverno.

    Eugénio de Andrade (1923 –2005)

    Bom Verão, por aí!!!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.