terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Amores são assim...


Segredos sagrados envolvem mistérios
Dilemas tragados pela vida sedutora
Sabe-se o significado de cada um
Olha-se com terna compreensão
Deixa-se a revelação em sonhos
Abastece-se assim, projetos platônicos
Há um ciclo existencial a se cumprir
Que talvez se concretize ou desmorone
Sua coragem precisa ser vigorosa
Sair das mesmices e extasiar-se
Pelo eterno apaixonar-se pela vida
Enfrentar de mente e alma limpas
Adaptar-se às novas esperas e fantasias
Assim, na intimidade, vive-se por inteiro.
Creia e sê feliz, se assim o desejar...

Célia Rangel
(Google: Flor Amor Perfeito)

7 comentários:

  1. Uns assim, outros quase, alguns pelo contrário. . Mas sempre amores.

    ResponderExcluir
  2. Gostei, uma visão simples e verdadeira de como pode ser o amor.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde, querida Célia!
    Um dos mais lindos que já li dos seus poemas... versos cheios de verdades de um coração pulsante...
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  4. Adaptar-se é tão importante quanto voar nas horas certas! beijos

    ResponderExcluir
  5. Os amores são assim, há de todos os géneros e feitios...
    Gostei imenso, o poema é magnífico.
    Célia, continuação de boa semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Olá querida Célia, muito bom ler-te novamente! Eu me esforço todos os dias para que este ciclo existencial não desmorone! Acho que todos nós nos equilibramos em uma linha tênue, um deslise e tudo se vai! Bjooo gde!

    ResponderExcluir
  7. Ser feliz, o caminho que se deve trilhar para atingir a meta.
    Belo, Amiga.

    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.