terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Sempre – o Fazer



Experimentar – isso é o que quero

Ainda há muito por fazer

Criatividade explode em mim – sou humana

Não nasci – fui  inventada

Não me entrego às rotinas

Elas me fazem bem – às vezes

No mais minha alma quer mais

Quero mais experiências de vida

Meus limites me permitem errar

E recomeçar

Porque faço e não temo – conquisto

Data estipulada: – hoje e sempre

Novas experiências de vida para viver

Na sinceridade quero planar amores

Essa é a minha coragem de ir além

Sou mulher real não fantoche

Não carrego lamentações na minha estrada

Extravagante sim – mas muito objetiva

Em sentimentos, palavras e ações

Vida inventada e vivida apaixonadamente

A todo o momento: fazer... fazer e refazer...

Receita do bem viver!



Célia Rangel



9 comentários:

  1. Linda receita de vida e fazendo e refazendo chegamos lá! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Olá amiga Célia,

    Me vi inserida por inteiro em seu edificante poema, viver é isto, sem medo, inovando, recriando e transmitindo uma linda receita do que é viver sem neuras.Aplausos mil!!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Tá certo. Viver é isso, né? Nem mais nem menos. Botar na prática é que são elas... Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Eu já tinha notado que você vive intensamente, inventa e se reinventa e faz tudo com muita paixão. Isso é viver plenamente!
    Beijo, querida Célia. Tenho muita admiração por você.

    ResponderExcluir
  5. Uma receita admirável e esplendorosa.
    A firmeza destes poemas são preciosas apoios psicológicos...
    Gostei muito, Célia.
    ~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  6. Muitas saudades de estar por aqui foi tempo demais.
    Obrigada por ter ido lá na minha casinha, amiga estou num tablete e não sei mexer direito estou tentando comentar mas não consigo publicar. EntÃo apelei pra forma anônima pra ver se dá certo. O teu poema tem a energi d realização pra cima amei,bjos Luconi

    ResponderExcluir
  7. Olá, Célia.

    A vida é dinâmica, não para, não estaciona. Há sempre o que saber, aprender, fazer, transformar...

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  8. Como Sísifo, sempre a recomeçar. Fazendo sempre diferente. Mas fazendo.

    Beijinhos fazedores...

    ResponderExcluir
  9. Leio, com muito agrado, as suas postagens. Há sempre uma força vital a brotar das palavras.
    Bj, amiga :)

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.