domingo, 12 de março de 2017

Dia do/a Bibliotecário/a


Nas estantes o acervo

há o contato físico.

Nos cadastros informatizados

sem pó algum, a estante digital.

No calor das mãos rolam as páginas,

nova concepção literária e de pesquisas.

Nos ebooks / audiobooks / tablets

novo procedimento no ato de ler.

Nos insights do profissional, o feedback essencial

só ao olhar o “aprendiz” e detectar sua urgência.

Estimulando novos pesquisadores

é o (a) bibliotecário (a) um grande facilitador,

na aquisição e democratização do conhecimento.

Fixa ou ambulante, a biblioteca deve facilitar o voo do livro,

jamais armazenado, mas em mãos e olhares ávidos,

é o passaporte do aprendiz para o aprendizado

programado à uma grande viagem...


Célia Rangel



8 comentários:

  1. Bela lembrança nessa data e ao trabalho tão importante! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Olá Célia.
    Gostei do seu poema, escrito para os dias modernos que vivemos.
    Um abraço.
    Pedro.

    ResponderExcluir
  3. Célia, que
    delícia de lembrança!
    Eu que sou editora sei o valor
    desse profissional.
    Adorei sua postagem.
    Feliz semana.
    Bjins
    CatiahoAlc./Reflexod'Alma

    ResponderExcluir
  4. Parabéns aos Bibliotecários, devem ser felizes no seu trabalho. Lidar com livros? Não há desgaste algum, só prazer, lidam com conhecimento. Lidam com a história da humanidade em larga escala. Lidam com o que há de mais belo.
    Beijo, Célia!

    ResponderExcluir
  5. Uma iniciativa muito interessante do Brasil,
    com uma homenagem admirável, impecável e bela.
    Parabéns, poetisa.
    Uma semana muito aprazível.
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  6. OI CÉLIA!
    UM ALERTA À VALORIZAÇÃO DE UMA PROFISSÃO TÃO IMPORTANTE.
    ABRÇS AMIGA.
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Muito bom, o poema, Célia. Não sabia que o dia 12 de Março era o dia do Bibliotecário. Que desatenção a minha, eu que também sou bibliotecária e toda a minha vida profissional foi em bibliotecas.
    Gosto quando diz "Fixa ou ambulante, a biblioteca deve facilitar o voo do livro, jamais armazenado, mas em mãos e olhares ávidos, é o passaporte do aprendiz para o aprendizado programado à uma grande viagem...
    É um prazer e uma grande responsabilidade ser bibliotecário.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  8. Que riqueza eles cuidam!
    Grande abraço Célia!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.