quarta-feira, 26 de abril de 2017

Pensamentos empilhados...



Tudo muito novo e perdido nas incoerências

Mãos que tocam teclas e folhas e canetas

Nada absorve de uma manhã gélida

Endurecidas pelo frio humano mãos e pés

Que já não tocam e sequer são tocados

Da janela observa um azul celeste que se transforma em sol dourado

Assim se transforma o escritor em sua obra prima

Será imortal enquanto o lerem em sua poética já desgastada

Uma dúvida – sua dúvida – o perseguirá para sempre

Herança fiel motivadora do conversar com palavras e linhas

Linhas paralelas e ideias verticais

Nasce o escritor de um tédio motivador!



Célia Rangel


11 comentários:

  1. Tu escrever muito bem e sabes colocar em versos teus pensamentos.Adoro te ler! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Pensamentos refinadamente delineados para se manter a Reflexão Espiritual.



    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  3. Olá Célia, disseste muito , seus pensares são grandiosos e requintados além de reflexivos. Tenha uma linda noite!

    Saudações poéticas.

    ResponderExcluir
  4. OI CÉLIA!
    ASSIM É O ESCRITOS, UM ETERNO SONHADOR, SONHA E ESCREVE, SÓ.
    LINDO COMO SEMPRE, AMIGA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Muito da essência tem se perdido.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  6. Amiga, Célia Rangel !
    Li e raciocinei, navegando sem leme em tuas letras...
    Fui aportar nas tuas emoções, embevecido.
    Parabéns, querida !
    Um carinhoso abraço, aqui do meu Brasil.
    Sinval.

    ResponderExcluir
  7. Suas leituras são profundas e atraente. Gosto muito de te ler, abraços!

    ResponderExcluir
  8. Bom dia, Célia.

    "... conversar com palavras e linhas
    Linhas paralelas e ideias verticais"...

    É bem por aí. A arte de criar que de repente...

    Um abraço e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  9. Quanta harmonia, perfeição e paz!
    Além de uma profunda meditação sobre a condição de ser poeta.
    Muito bom e belo!
    ~~~~ Abraço ~~~~

    ResponderExcluir

  10. CELIA,

    onde você foi buscar frase tão linda, profunda e enigmática ao
    extremo: "Nasce o escritor de um tédio motivador!"

    Encontrar no tédio a solução de vida que transforma prosa em poesia,eu gostei da proposta.

    Espremendo bem, a gente poderia ficar com aquela possibilidade cantada em prosa e verso do "dar a volta por cima"?

    Mais ou menos isto.

    Gostei mesmo!!!

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.