terça-feira, 13 de junho de 2017

Artista da vida


No circo da minha vida,
do picadeiro ao trapézio,
sou artista de primeira.
Na máscara do palhaço
escondo minha dor...
sou só sorriso e alegria,
uma ótima companhia!

Não insista com sua chateação,
pois posso até achar
que ficar só é lindo...
e o circo não tiver plateia,
recolho minhas cinzas
retorno para minha cabana
e espero o próximo espetáculo.

Senhoras e Senhores...
A vida, um autêntico circo...
com amores e domadores,
com belas e feras,
com sonho e esperança...
de que tudo se recrie...
no próximo espetáculo.

Respeitável Público!!


Célia Rangel


7 comentários:

  1. SHOW, Célia! Adorei o espetáculo....Lindo e bem inspirado poema! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Ah, Amiga, Célia Rangel !
    E eu já estou de camarote, te aplaudindo...
    entusiasticamente.
    Parabéns, querida. Que belo texto !
    Um carinhoso abraço, aqui do Brasil.

    ResponderExcluir
  3. Amei amiga! É por aí mesmo! Beijos

    ResponderExcluir
  4. O espetáculo da vida é o mais difícil de ser feito, mas é o mais gratificante para recebermos palmas!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Célia.

    A vida é a grande arte, o circo de todos os talentos, picadeiro do existir.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. A vida tem muito de circo, na verdade.
    Excelente poema, gostei muito.
    Bom resto de semana, amiga Célia.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Magnífico poema, muito verdadeira a analogia do circo com a vida. Parabéns pela inspiração, abraços carinhosos.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.